Presas homenageiam Papa Francisco com flash mob

As detentas são do presídio de Rebibba, em Roma

Por O Dia

Roma - Um grupo de detentas que estão no presídio de Rebibbia, em Roma, fez um flash mob em homenagem ao papa Francisco intitulado de "o papa é pop". O evento, que faz parte das ações pedagógicas realizadas e administradas pelas próprias presidiárias, foi anunciado pela diretora do local, Ida Del Grosso, e pelo autor da música e do projeto, Igor Nogarotto.

Segundo eles, o movimento tem importância histórica, social e política porque as detentas, além de serem de diversos países, professam várias religiões. Entre as "dançarinas", estavam católicas, muçulmanas, ortodoxas e ateias. Eles ainda ressaltaram que, mesmo com as diferenças, elas deram vida a um projeto único, colaborando em harmonia e demonstrando que a convivência da diversidade é atual – como diz o próprio pontífice.

As detentas são do presídio de Rebibba, em RomaReprodução / Vídeo

"Esse papa é de todos e com todos", disse uma detenta muçulmana aos jornalistas. "Obrigada ao papa Francisco e ao flash mob "o papa é pop" por nos terem presenteado com duas horas de distração", diz outra presidiária.

Entre as 50 mulheres que participaram da ação há albanesas, bósnias, brasileiras, búlgaras, canadenses, chilenas, filipinas, italianas, líbias, nigerianas, norte-americanas, peruanas, romenas e tanzanianas. Além delas, dez membros do movimento "Poppers" – grupo que desde março realiza esse tipo de evento para Jorge Mario Bergoglio – também ajudaram na organização.

O presídio de Rebibbia, que têm encarcerados tanto homens como mulheres, já foi agraciado por Francisco por diversas vezes. Pouco antes do Natal do ano passado, o sucessor de Bento XVI enviou presentes para detentos do local. Já na época da Páscoa deste ano, o líder dos católicos realizou a cerimônia do Lava-Pés dentro da prisão.

Fonte: IG


Últimas de _legado_Mundo e Ciência