Saúde Federal: Quarto dia de greve tem protestos no Andaraí e em Manguinhos

Servidores de hospitais federais protestaram nas vias e interromperam o trânsito

Por adriano.araujo

Rio - Pelo quarto dia consecutivo, servidores da rede federal de Saúde realizaram protestos pela cidade do Rio. Por volta das 11 horas desta quinta, um grupo partiu da Fiocruz pela Avenida Brasil, na pista lateral, sentido Zona Oeste. Três faixas da via chegaram ser interditadas, mas já foram liberadas. Logo depois, o grupo se concentrou nos acessos da Cidade Universitária. O trânsito ficou congestionado na Avenida Brasil.

>>> LEIA MAIS: Rede Federal: Oito unidades de saúde em greve

Servidores da Saúde federal protestam no AndaraíSeguidora %40RenataSalme

Na Tijuca, cerca de 200 manifestantes também realizaram protesto. O grupo saiu da Rua Uruguai em direção ao Hospital Federal do Andaraí. Depois, eles caminharam pela Rua Maxwell, próximo ao supermercado Guanabara, e seguiram pela Rua Barão de Mesquita para acessar o hospital.

Este é o quarto dia seguido de protestos na cidade. Ontem, um grupo se manifestou na Rua Jardim Botânico, na Zona Sul, próximo ao Hospital Federal da Lagoa. Na terça-feira, foi a vez do Hospital dos Servidores, na Zona Portuária. Servidores fizeram manifestação na rua Venezuela. Na segunda, um grupo fechou a pista de subida da Autoestrada Grajaú-Jacarepaguá, via Estrada dos Três Rios, por alguns minutos, próximo ao Hospital Federal Cardoso Fontes, em Jacarepaguá.

Os servidores protestam em defesa da jornada de 30 horas semanais e contra a implementação do ponto eletrônico, além de melhores condições de trabalho e o fim da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), criada para administrar de forma terceirizada as unidades de Saúde.

Protesto de servidores da saúde federal também ocupou a Avenida Brasil%2C em ManguinhosDivulgação


Últimas de Rio de Janeiro