Dois camelôs são detidos em novo confronto com agentes na Uruguaiana

Uma viatura da Guarda Municipal teve vidros quebrados

Por O Dia

Rio - Dois ambulantes estão detidos e prestando depoimento na 5ª DP (Mem de Sá), em consequência de um confronto entre camelôs da Rua Uruguaiana, no Centro, e guardas municipais, por volta de 19h. De acordo com testemunhas, uma guarnição da Guarda Municipal se preparava para deixar o local depois de plantão no camelódromo, quando um dos ambulantes se desentendeu com um dos agentes.

Uruguaiana%2C camelódromo no Centro do Rio%2C teve novo confronto entre guardas municipais e camelôsDaniel Castelo Branco / Agência O Dia

Houve bate-boca e o camelô foi detido. Irritados com a detenção, outros vendedores atacaram os guardas com paus e pedras. Alguns deles tiveram ferimentos leves. Um ônibus da corporação teve vidros quebrados. Durante a confusão, por precaução, a Concessionária Metro Rio interrompeu o acesso da Rua Senhor dos Passos à estação da Uruguaiana por dez minutos, entre 19h20 e 19h30. Há exatamente uma semana, outro conflito terminou com duas pessoas baleadas. Os disparos foram feitos por um guarda municipal, que foi preso em flagrante por porte ilegal de arma. Na ocasião, dois guardas foram atingidos por pedradas.

Há uma semana, guarda atirou em camelôs

O guarda municipal Fernando Perpétua da Cunha, que atirou e acertou em duas pessoas durante confronto com camelôs, no Centro, deverá ser exonerado. Ele prestou depoimento na 5ª DP (Gomes Freire) e aguardava transferência para Gericinó.

Agente fez disparo com pistolaDivulgação

De acordo com o comandante da Guarda Municipal, capitão Rodrigo Fernandes, Cunha integrava a Guarda há cerca de dois anos, e por isso ainda está em estágio probatório. Foi aberto um processo, e ele terá cinco dias para apresentar sua defesa. O processo dura, em média, 15 dias.

No fim da tarde da última sexta-feira houve um confronto entre guardas municipais e camelôs, na Rua Uruguaiana. Portando irregularmente uma pistola 380 — guardas municipais não têm autorização para usar armas — ele atirou e atingiu os ambulantes Iago Gonçalves, 21 anos, e Faguiane dos Santos, 36. Eles já tiveram alta.

Cunha foi autuado, em flagrante, por tentativa de homicídio, porte de arma e disparo de arma de fogo. O caso está na 4ª DP (Praça da República). Três testemunhas disseram, em depoimento, que o guarda atirou na direção das pessoas. Fernando porém, afirmou ter atirado para o alto.

Últimas de Rio De Janeiro