Alerj homenageia sambistas

Deputados entregam diplomas a 24 bambas e seus herdeiros

Por O Dia

Rio - Na semana do Dia Nacional do Samba, comemorado nesta terça-feira, o plenário da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) será hoje tomado pelo tamborim, surdo e pandeiro na tarde desta quarta-feira. Às 18h30, uma sessão solene será realizada para homenagear 24 bambas e herdeiros de sambistas históricos do Rio de Janeiro, que receberão um diploma. A iniciativa é do deputado Zaqueu Teixeira (PT), presidente da Comissão de Cultura.

Na Central%2C roda do Movimento Negro Unificado marcou o Dia do SambaUanderson Fernandes / Agência O Dia

Entre os personagens lendários do samba que serão homenageados, estão Nelson Sargento, baluarte da Mangueira, Max Lopes, carnavalesco da Vila Isabel, e Luiz Carlos da Vila, compositor morto em 2008, autor de clássicos como a imortal ‘O Show Tem que Continuar’. A bateria do Império Serrano, conhecida como a ‘Sinfônica do Samba’, também será contemplada com uma moção honrosa na Alerj.

O deputado justifica a homenagem: “O samba precisa ficar vivo, e lembraremos de pessoas não apenas do Carnaval. O samba é mais que isso, e o Estado tem que manter viva esta chama. Temos muita história”, declarou o deputado Zaqueu Teixeira. Defensora do legado do pai, o sambista Antonio Candeia, Selma Candeia será uma das homenageadas. “O Rio precisa olhar mais pelo samba. São muitos baluartes esquecidos, empobrecidos”. Apesar de a comemoração maior do Dia do Samba acontecer no sábado, com o Trem do Samba, ontem houve a realização de roda de samba em frente à Central do Brasil

Últimas de Rio De Janeiro