Mais de 900 pessoas foram atendidas nos postos médicos de Copacabana

Maioria dos casos foi por excesso de bebida alcoólica, cortes entorses, dor de cabeça e mal estar causado pelo calor

Por O Dia

Rio - Durante a festa da virada do ano em Copacabana, 909 pessoas foram atendidas nos postos médicos montados pela orla. Destas, 64 pessoas tiveram que ser removidas para hospítais. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, a maior parte dos atendimentos foi por excesso de bebidas alcoólicas, cortes, entorses, dor de cabeça e mal estar.

A secretaria preparou um esquema especial de atendimento pela orla de Copacabana durante o Reveillon, com cinco postos médicos e 220 profissionais de saúde, sendo 94 médicos, trabalhando durante o evento. Para a remoção de pacientes, 40 ambulâncias de suporte avançado e 10 de suporte básico deram o apoio.

A distribuição dos postos foi feita nos locais com maior concentração de público, no Leme, próximo à Avenida Princesa Isabel, na Praça do Lido e próximo 'as ruas República do Peru, Santa Clara e Xavier da Silveira. No réveillon do ano anterior, foram realizados 894 atendimentos e 49 remoções.

Últimas de Rio De Janeiro