Detran inicia processo para cassar habilitação do filho de Ivo Pitanguy

Ivo Nascimento de Campos Pitanguy, que atropelou e matou o operário José Fernando Ferreira da Silva, na última quinta-feira

Por O Dia

Rio - Com diversas anotações na carteira, muitas delas por dirigir embriagado, enfim o Detran iniciou o processo para cassar a habilitação de Ivo Nascimento de Campos Pitanguy, que atropelou e matou o operário José Fernando Ferreira da Silva, na última quinta-feira, na Gávea, na Zona Sul. O início da instauração do processo foi divulgado no Diário Oficial do Estado do Rio nesta terça-feira. Fica assegurado a Ivo o direito de se defender no prazo de 30 dias. Na segunda, o empresário foi indiciado pela Polícia Civil por homicídio doloso (quando há a intenção de matar) e embriaguez ao volante.

O presidente do Detran, José Carlos dos Santos Araújo, determinou que a corregedoria faça uma auditoria para identificar o motivo de Ivo não ter tido a carteira de habilitação cassada, já que ele tem um histórico de multas por dirigir alcoolizado.

Filho de Ivo Pitanguy foi transferido nesta segunda-feira para um presídio de BanguReprodução TV Globo

LEIA MAIS

Polícia Civil indicia filho de Pitanguy por homicídio doloso

Nova testemunha diz que Pitanguy aparentava estar alcoolizado

'Quero que ele fique preso', diz irmão de operário atropelado

Filho do famoso cirurgião plástico Ivo Pitanguy, Ivinho — como é conhecido — foi preso em flagrante por homicídio culposo (sem intenção de matar) no mesmo dia da morte da vítima e está na Cadeia Pública José Frederico Marques, no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, desde a tarde deste domingo.

Pai lamenta acidente

Em entrevista a Lu Lacerda, do IG, o cirurgião Ivo Pitanguy lamentou o acidente envolvendo o filho. "Estamos tentando amenizar a realidade, tudo me chocou muito, pelo infortúnio. Para superar o que houve, só o tempo, por ambos os lados.” E completou: “Numa situação dessas, todo mundo sofre.”

Ivo recebeu 70 multas nos últimos cinco anos. Desse total, 14 foram por dirigir embriagado. Com esse número, ele deveria ter tido o documento apreendido: com 20 pontos na carteira, o motorista já perde o direito de dirigir.

O Detran informou que vai suspender a carteira de habilitação de Ivo. Segundo o órgão, ele atingiu o limite de 20 pontos no prontuário de infrações de trânsito entre 2014 e 2015. Em um período de 12 meses, ele somou 27 pontos até o dia 21 de junho deste ano. Além disso, diante "da gravidade do acidente, será aberto também um processo administrativo para que o condutor seja submetido novamente a novo exame prático para averiguar a sua capacidade de direção de automóveis".

Irmão de operário avisa que vai processar filho de PitanguyMaíra Coelho / Agência O Dia


Últimas de Rio De Janeiro