Três dias após jovem morrer, Bope posta vídeo com menores atirando

Página da 'tropa de elite' da PM em rede social exibe vídeo com adolescentes armados disparando em comunidade

Por O Dia

Rio - Apenas três dias depois da morte do adolescente Eduardo Felipe Santos Victor no Morro da Providência, o Batalhão de Operações Policiais Especiais postou em sua página oficial no Facebook um vídeo com adolescentes atirando em uma comunidade. O Bope não entra nos detalhes de quando, onde, e em que situação os adolescentes estavam e como o vídeo foi obtido. Na postagem consta apenas a frase  'Conclusões, tirem as próprias'. 

Em outra página, chamada Admiradores da PMERJ, o mesmo vídeo é citado como do momento do resgate do corpo do PM Caio César Ignácio Cardoso de Melo, dublador do personagem Harry Potter. Segundo a postagem, adolescentes atiravam nos policiais que retiravam o corpo do soldado no Alemão. 


Em apenas três horas de publicação, o vídeo tem mais de 100 mil visualizações e mais de dois mil compartilhamentos. A maioria dos comentários na rede social é a favor do extermínio dos adolescentes. 

"Tá aí os menores de idade, que quando fazem trocas de tiros com os polícias e são alvejados. passam a serem " crianças que estavam brincando de bola de gude" e o pior é que alguns moradores ficam na porta de casa vendo os tiros, e depois dizem que a polícia entra disparando pra todo o lado... Bando de hipócritas.....", escreveu um rapaz. 

"Depois quebram ônibus roubam tudo em protesto aos pobre infelizes (sic). Tenho pena dos 5 (PMs) q se feraram.....(sic)", escreveu uma mulher na rede social.

Em nota, o Bope informou que o vídeo não foi produzido por agentes da tropa.O Batalhão não soube informar a origem das imagens, somente alegou que foi postado "com intenção de demonstrar um pouco da realidade vivida no dia-a-dia".





Últimas de Rio De Janeiro