Karina Costa não é mais rainha de bateria da Unidos de Padre Miguel

A decisão foi um acordo entre a rainha e a escola de samba

Por O Dia

Após 12 anos de reinado, Karina Costa deixou o posto mais cobiçado do carnaval. Ela estava há 12 anos reinando à frente da Unidos de Padre Miguel.

Karina CostaDivulgação

"Estar à frente da bateria Guerreiros fez parte da minha vida, da minha história, mas chegou a hora de me despedir e seguir com meus projetos", afirmou.

Estreando no posto mais desejado do carnaval em 2005, com apenas 14 anos, Karina conta que não imaginou que ficaria por tanto tempo à frente dos ritmistas. "Na época a Unidos era do grupo D e desfilava na Intendente de Magalhães. Eu iria desfilar na ala de passistas, mas o falecido mestre Celso me viu sambando e perguntou se eu queria ser rainha de bateria. Foram 12 anos de reinado, onde vivi momentos maravilhosos e inesquecíveis". 

Apesar de considerada difícil, Karina afirma estar segura de sua decisão. "Ser rainha pra mim é muito mais do que posar para fotos, sempre estive presente no dia a dia da escola. Além disso, a dedicação e a presença da rainha nos eventos são fundamentais, mas preciso focar em meus projetos pessoais e principalmente na minha família, por isso decidi sair ", disse ela qie mesmo fora do reinado, diz que continuará frequentando a escola.

Karina Costa no ensaio técnico da Unidos de Padre MiguelDivulgação

"Minha saída é apenas do posto de rainha, vou continuar na escola. O amor que eu sinto pela Unidos é imenso, sou completamente apaixonada pela minha escola e esse amor, não tem fim", afirmou a ex-rainha.

A direção da escola ainda não definiu quem será a sucessora de Karina Costa. Com o enredo “O Eldorado Submerso: Delírio Tupi-Parintintin”, uma homenagem ao povo ribeirinho, o respeito à tradição pelos pajés e o festival de Parintins, a Unidos de Padre Miguel será a última escola a desfilar no sábado de carnaval, encerrando as apresentações da série A.