CRIVELLA E OS CONSELHEIROS

Por O Dia

O prefeito Marcelo Crivella (PRB) chamou os conselheiros do Tribunal de Contas do Município (TCM) para uma conversa na próxima terça-feira, na prefeitura. Nada disse sobre o teor. Procurada pelo Informe, a assessoria disse ontem não ter informações sobre essa agenda.

Extraoficialmente, a Coluna apurou que Crivella deve dizer aos conselheiros que a situação financeira do município é ainda mais delicada do que se imaginava.

Segue

Cabe ao TCM aprovar ou reprovar as contas da prefeitura. Bem como fazer recomendações ao município. O tribunal é um órgão auxiliar da Câmara Municipal.

Volta dos que não foram

Crivella convidou, na segunda-feira, a bancada de deputados federais do Rio para um almoço ontem na prefeitura. Queria tratar do Cais do Valongo. Mas, como a maioria dos parlamentares não confirmou presença, o prefeito desmarcou o encontro.

Quando o chefe sai...

Teve dedo do deputado evangélico Edson Albertassi (PMDB) a inclusão em regime de urgência, na pauta de quarta, do projeto de lei da também evangélica Tia Ju (PRB) que cria classificação etária para eventos culturais ainda na esteira das polêmicas sobre a exposição 'Queermuseum'. Albertassi se aproveitou de que a pauta do dia não fora feita pelo presidente da Assembleia Legislativa, Jorge Picciani (PMDB), que já avisara que não levaria o assunto ao plenário.

Mas...

Os planos da dupla Albertassi-Tia Ju não deram certo. O projeto acabou sendo anexado a outro que já tinha sido protocolado. Agora, terá que seguir a tramitação sem regime de urgência.

Educação em pauta

O Ministério Público instaurou inquérito para apurar o abandono da Faetec de Campo Grande. "Em 2014, o estado aplicou mais de R$ 2 milhões no prédio, que nunca recebeu um aluno sequer. É um exemplo clássico de má gestão de recursos", critica o deputado Comte Bittencourt (PPS). A Secretaria Estadual de Ciência e Tecnologia tem 20 dias para prestar esclarecimentos.

Educação em pauta 2

Catadores de lixo da Cooperativa Rocinha Recicla receberão alunos e uma professora do Ciep 303, em frente à favela, para uma conversa sobre educação financeira e ambiental. A ação ocorrerá na primeira quinzena de novembro e é fruto de parceria entre as secretarias estaduais de Educação e de Meio Ambiente.

Comentários