Reforço fora dos gramados

Primeira contratação para 2018 é a de Paulo Autuori, novo diretor-executivo

Por O Dia

O último trabalho de Autuori como dirigente foi no Atlético-PR, clube que também comandou como técnico
O último trabalho de Autuori como dirigente foi no Atlético-PR, clube que também comandou como técnico - Albari Rosa / Gazeta do Povo

O Fluminense anunciou ontem a contratação de Paulo Autuori para assumir o cargo de diretor-executivo. O ex-treinador, de 61 anos, chega às Laranjeiras após a saída do gerente de futebol, Alexandre Torres. Essa é uma das mudanças promovidas pelo presidente Pedro Abad no departamento de futebol. A apresentação de Auturoi ainda não tem data definida, mas, segundo o clube informou, ele dará uma coletiva nesta semana.

O último trabalho de Paulo Autuori como dirigente foi este ano, no Atlético-PR, onde trabalhou como coordenador metodológico. O fato de ser amigo do técnico Abel Braga e a vontade de voltar a morar no Rio de Janeiro, sua cidade natal, pesaram na decisão de Autuori de acertar com o Fluminense ele só fechou negócio após diminuir a pedida salarial feita inicialmente. Caso não viesse, René Simões e Ricardo Gomes eram alternativas para o cargo.

Autuori é dono de um currículo vitorioso como treinador. Entre outras conquistas, foi campeão brasileiro com o Botafogo, em 1995, e faturou duas Libertadores, em 1997 e 2005 (por Cruzeiro e São Paulo, respectivamente), além de um Mundial de Clubes, em 2005 (São Paulo). No Fluminense, terá cinco missões bem definidas (ver quadro) para tentar, junto com a comissão técnica, fazer o time voltar a brigar por títulos, após a péssima temporada de 2017.

ACIDENTE COM LÉO PERCOVICH

O quadro de saúde do técnico do time sub-20 do Fluminense, Léo Percovich, de sua mulher, Juliana, e dos filhos Pietro e Valetina, de 8 e 9 anos, segue inalterado, após o acidente automobilístico sofrido pela família, sábado, em Santos Dumont, cidade na Zona da Mata de Minas Gerais. Segundo a a assessoria do Hospital Albert Sabin, Léo, de 49 anos, segue lúcido, seu quadro geral é estável, mas ele continua internado no Centro de Terapia Intensiva (CTI).

Juliana, de 40 anos, está internada em um quarto, sem previsão de alta. Pietro e Valentina estão no CTI pediátrico da Santa Casa de Misericórdia. O quadro do garoto é estável, mas grave, enquanto o da menina é grave. Eles estão sedados.

Comentários

Últimas de Esporte