Ex-BBB Laércio é preso em Curitiba por estupro de vulnerável

Designer de tatuagens foi pego por uma operação do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes

Por O Dia

Paraná - O ex-BBB Laércio, de 53 anos, foi preso em sua casa, em Curitiba, na manhã desta segunda-feira. O designer de tatuagens, que participou da última edição do "Big Brother Brasil", é acusado de estupro de vulnerável e de fornecer bebidas alcoólicas a adolescentes. A polícia não informou os nomes das supostas vítimas.

Ex-BBB Laércio foi preso em sua casa, em Curitiba, na manhã desta segunda-feiraDivulgação

Láercio de Moura foi preso durante uma operação do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria), da Polícia Civil. O ex-BBB ainda estaria sendo investigado por outros crimes previstos pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). As investigações contra Laércio começaram por conta de denúncias recebidas na época em que o designer de tatuagens ainda participava do reality show da Globo.  

Durante sua participação no "BBB 16", Laércio entrou em conflito com a participante Ana Paula Renault, que não gostou de vê-lo dormindo só de cueca em um quarto compartilhado com mulheres. Ana Paula também reclamava do jeito que Laércio olhava para Munik e Maria Claudia, as participantes mais novas do reality show. Ela também chegou a acusá-lo de pedofilia por ter duas namoradas, uma de 17 e outra de 19 anos. 

Nas redes sociais, histórias de Laércio vieram à tona enquanto ele ainda estava confinado. Uma das acusações na web seria a de que o designer de tatuagens teria embriagado uma menina de 16 anos para levá-la para a cama. O ex-BBB também curtia páginas de armas, supremacia racial e de uma adolescente de 12 anos, participante do "MasterChef Junior".

Últimas de Brasil