Coluna Esplanada: Mulher revela que foi ameaçada de morte por Telmário

Em boletim de ocorrência, ela que foi amante do senador do PDT e foi espancada por ele em dezembro do ano passado

Por O Dia

Mulher revela que foi ameaçada de morte pelo senador Telmário enquanto foi sua amanteDivulgação

Brasília - A mulher que revelou ter sido amante do senador Telmário (PDT-RR) e espancada por ele no fim de dezembro passado disse no Boletim de Ocorrência na delegacia em Boa Vista (RR) que o episódio começou com o ciúme do parlamentar por um tio da jovem. Maria Aparecida Nery revelou também que as agressões constantes do parlamentar durante três anos como amantes foram tensas, a ponto de ele jurar matá-la, conforme documento em posse da Coluna. Telmário não foi encontrado.

Ninguém acreditou

Curiosamente a mulher mudou a versão num vídeo gravado após a revelação da Folha de S.Paulo. Mas não convenceu a polícia – nem os leitores, tampouco os roraimenses.

(In)segurança

Causou confusão no Planalto a pauta que revelou onde estuda o filho do presidente Michel Temer em Brasília. Pior, permitiram sua imagem.

Deu M.

O GSI reforçou a segurança de Michelzinho e com homens à paisana. Agora, críticos e até supostos terroristas sabem onde o menino estuda, quem é e até a hora de saída.

Adeus, candidatura

O apelo de Lula à ONU e o desagravo de juízes a Sergio Moro na quarta e quinta-feira foram prenúncio do que estava por vir: o ex-presidente virar réu na Justiça Federal por obstrução de Justiça no caso de Nestor Cerveró. Se não for preso, Lula será provavelmente condenado até 2018 e cairá na restrição da Lei da Ficha Limpa.

Pela tangente

Com a desculpa de perseguido político, Lula espera aval da Comissão Interamericana de Direitos Humanos da ONU e prepara pedido de asilo político internacional. Mas com instituições sérias aqui e provas, ninguém mais acredita nele, nem lá fora.

Conta-gotas

Para evitar alardes e acusações de perseguição, o Governo de Temer adotou a estratégia de demitir a conta-gotas servidores ligados à desafeta Dilma. Foi o caso do Ministério da Saúde e de outras pastas e órgãos que já esperam as exonerações.

Dia 26

Antes de garantir que será dia 26 o esperado enterro da gestão Dilma Rousseff, Temer consultou Renan Calheiros por telefone. O plano B é 29.

Pronunciamento

Temer quer o impeachment para dia 26, uma sexta. É que prepara um discurso em cadeia de rádio e TV para a segunda-feira, 29. O tom será moderado e de conciliação.

Limpeza

O chanceler José Serra recebeu a extensa lista de amigos do Poder que transitam pelo Brasil e pelo mundo com passaportes diplomáticos. Como fez com os líderes religiosos, mapeia agora políticos (até aliados) e seus parentes. Todos vão perder o benefício.

Confessório

O deputado José Guimarães (PT-CE) está com saudade da liderança do Governo, de onde foi apeado após a queda de Dilma. Confidenciou isso ao prefeito de Tabuleiro do Norte (CE), Marcondes Moreira, e admitiu que a situação da ex-chefe é “braba”.

Alvo fácil

Repousam há anos em gavetas do Tribunal de Contas do DF centenas de investigações sobre esquemas de rapinagem na Saúde da capital. Mas o presidente do tribunal, José Rainha, se concentra sobre os processos sob a gestão de Rodrigo Rollemberg (PSB).

Tiro à distância

Até dia 5 o presidente Temer deve demitir uma dezena de comissionados na Autoridade Pública Olímpica ligados ao PT, na sede no Rio. O Conselho Público Olímpico antecipou que 90% dos funcionários da APO serão exonerados até 30 de setembro.

Missão

Mas vale ressaltar que a APO, por missão e lei, existirá até meados de 2018, para entregar prestação de contas da fiscalização das obras e matriz de responsabilidades.

?Coluna de Leandro Mazzini

Últimas de Brasil