Na trama das seis, Anastácia cai no golpe de Sandra

Megera falsifica carta de doação e vira herdeira da tia

Por O Dia

Rio - Quem cria cobra amanhece picado. Se Anastácia (Eliane Giardini), de ‘Êta Mundo Bom!’, conhecesse esse ditado, provavelmente evitaria o pior: ela será expulsa da própria mansão pela sobrinha víbora Sandra (Flávia Alessandra), que roubará o dinheiro e a empresa da viúva rica.

Candinho e Anastácia enfrentam Sandra%2C que se torna herdeira da tiaDivulgação

Não é novidade que Sandra tenta dar um golpe na tia desde o primeiro capítulo da novela de Walcyr Carrasco. Mas, a partir da próxima quarta-feira, a loura platinada consegue o que tanto queria. Ela dá ideia para o advogado Araújo (Flávio Tolezani), seu cúmplice, de falsificar a assinatura de Anastácia. Ele fica cabreiro, mas embarca na armação. Com a ajuda de Ernesto (Eriberto Leão), eles conseguem um falsificador. Para disfarçar e não ficar como a única beneficiária nessa transação, a dissimulada pede que o criminoso inclua outros herdeiros na falsa carta “escrita pela tia” fazendo uma doação em vida. Além de Sandra, Celso (Rainer Cadete), irmão da megera, ganha um cargo na diretoria da empresa da família e Candinho (Sergio Guizé), uma fazenda. Depois, eles ainda conseguem que um juiz ateste a veracidade do documento.

No dia seguinte, Anastácia e o filho, Candinho, chegam em casa e dão de cara com Sandra acompanhada de Araújo, um oficial de Justiça e dois policiais. “O que está acontecendo aqui?”, questiona a madame. Maria (Bianca Bin) e Pirulito (JP Rufino) acompanham a cena sem ação. “Tenho esse documento que me dá o direito a essa casa, além da fábrica e dos prédios da nossa família. Você e o seu filho estão expulsos dessa casa!”, frisa a vilã.

Anastácia acha que a sobrinha está delirando e afirma: “Vou te internar no sanatório.” Sempre segura de si, Sandra mostra a liminar concedida pelo juiz, que lhe dá a posse da fortuna graças ao documento falsificado, no qual a tia teria doado quase tudo para a sobrinha. A madame fica revoltada: “Não doei coisa nenhuma. E o que esses homens estão fazendo aqui?” E Sandra explica a presença dos policiais e do oficial de Justiça: “Eles vieram garantir os meus direitos e cumprir a lei”.

Maria, noiva de Celso, estranha o fato de o parceiro ganhar com a tristeza da tia e desconfia do envolvimento dele nessa falcatrua. “Não tive participação nisso”, diz ele. Mas ela não acredita.

Ainda sem chão, Anastácia vira para o advogado Araújo, que sempre a defendeu, e desabafa: “O senhor traiu a minha confiança. Nunca irei me esquecer disso que vocês fizeram comigo.” Culpado, Araújo abaixa a cabeça.

Sem saída, a ex-ricaça sai de casa com o que lhe resta de dignidade e, de mala e cuia — acompanhada de Candinho, Pirulito, Maria e o burro Policarpo —, vai para a casa de Pancrácio (Marco Nanini). Mas promete: “Vou recorrer. Quero ver a Sandra na sarjeta!”

Últimas de Televisão