Juro do cartão vai a 459,5%

Quase não houve alteração nas taxas de juros para a pessoa física entre outubro e novembro, segundo pesquisa

Por O Dia

Rio - As taxas de juros do cartão de crédito continuam na estratosfera: 459,5% ao ano, alta de 0,26% acima da registrada em outubro último, segundo levantamento divulgado ontem pela Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac).

Na rolagem da dívida, a taxa ao mês atingiu 15,43%. A segunda modalidade mais onerosa ao consumidor continua sendo o cheque especial com taxa mensal de 12,56% e 313,63% ao ano, tendo sido corrigida em 0,40%.

Quase não houve alteração nas taxas de juros para a pessoa física entre outubro e novembro, segundo a pesquisa. Na média, ela ficou estável em 8,2% ao mês e 157,47% ao ano, a menor taxa desde agosto último.

A maior elevação do período foi encontrada no empréstimo pessoal junto a financeiras que estavam cobrando 8,35% ao mês e 161,79% ao ano, aumento de 0,95%. E o que levou a estabilidade da taxa média foi o recuo no empréstimo pessoal bancário de 1,28%. Neste tipo de financiamento, a taxa ao mês passou de 4,68% para 4,62%, atingindo 71,94% ao ano.

No período, o juro do Crédito Direto ao Consumidor (CDC) oferecido pelos bancos para a compra de automóveis ficou estável. A taxa se manteve mais baixa, de 2,32% ao mês e 31,68% ao ano. Já no comércio, o custo do crédito alcançou 5,9% ao mês e 98,95% ao ano, 0,68% maior que outubro.

Últimas de Economia