Profissão Certa: Futuro incerto

Enquete feita no twitter do Profissão Certa ilustra a dificuldade que o jovem estudante tem para se decidir por uma profissão

Por O Dia

Rio - Enquete feita no twitter do Profissão Certa ilustra a dificuldade que o jovem estudante tem para se decidir por uma profissão. À pergunta "a poucos dias do Enem, você está seguro sobre a carreira que vai seguir?", a resposta da maioria mostra o drama: 53% responderam que não estão seguros sobre a carreira escolhida, enquanto 47% se sentem seguros. A amostra representada pelos seguidores que se dispuseram a responder é pequena (34), mas há indícios de que esse problema atinge boa parte dos alunos brasileiros.

A última pesquisa sobre evasão das universidades (número de alunos que começa um curso superior e abandona antes do fim) foi divulgada no ano passado com números referentes a 2014. O levantamento mostra que neste ano, 49% dos jovens que começaram um curso universitário desistiram. Quase a metade! O próprio ministro da Educação, Mendonça Filho, atribuiu esse péssimo resultado à falta de informação vocacional para os alunos. "O Brasil tem apenas 8% dos alunos do Ensino Médio em programas vocacionais. A falta de orientação contribui para que haja uma desistência significativa dos jovens que ingressam no nível superior", disse.

Pesquisas anteriores já haviam mostrado o motivo de tanta insegurança do jovem no momento de escolher a profissão. A falta de informação é muito grande.

Bússola

?Estudo da Universidade Anhembi Morumbi com 18.477 alunos do 3º ano do Ensino Médio na cidade de São Paulo revelou que 59% deles já escolheram a carreira nas escolas públicas, o índice chega a 63%. Entre aqueles que já estão decididos, contudo, menos da metade (46%) revelou ter mantido algum contato com a profissão escolhida.

O estudo aponta ainda que 27% de todos os estudantes têm dúvidas sobre o mercado. "Não conhecem a área de interesse", afirma Luciano Romano, coordenador do levantamento.

Influência dos pais

?A influência exercida pelos pais na escolha da carreira pode ser percebida na predominância de carreiras tradicionais medicina, direito, arquitetura e urbanismo, engenharia civil e administração são as mais escolhidas.

Dados como estes confirmam a modesta enquete feita no Twitter do Profissão Certa, o que nos leva de volta a uma recomendação que volta e meia fazemos aqui: na hora de escolher a profissão, evite o "achismo".

Sem 'achismo'

?Não se deixe levar por quem "acha" isso ou aquilo. Essa é uma recomendação que você lerá muitas vezes na coluna. Procure as informações mais confiáveis sobre as carreiras onde elas estiverem (com os próprios profissionais, com os professores de universidades ou em meios especializados, como este espaço). Dessa forma, você chegará com muito mais segurança ao momento de escolha do curso universitário.

 

Últimas de _legado_Empregos e Negócios