Garotinho ameaça processar juiz

Corregedor do TRE-RJ investiga se diploma de Teologia do deputado é verdadeiro

Por O Dia

Rio - O deputado federal Anthony Garotinho (PR) anunciou ontem em seu blog que vai processar por calúnia o corregedor do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ) Alexandre Mesquita. Segundo o deputado, Mesquita “espalhou” para a imprensa o que chamou de “falsa notícia” de que entregara um diploma de Teologia sem validade à Justiça Eleitoral.

No texto, o parlamentar classificou como perseguição a ação em que o Ministério Público pede sua inelegibilidade e cassação. A assessoria de imprensa do TRE-RJ informou que não comenta ações em andamentos.

Conforme informou na terça-feira a coluna “Justiça e Cidadania” do DIA, o corregedor determinou que a Faculdade de Ciências, Educação e Teologia do Norte do Brasil (Faceten), com sede em Roraima, envie 18 documentos que comprovariam — ou não — a autenticidade do certificado de Teologia de Garotinho.

Garotinho acusa corregedor do TRE-RJ de espalhar ‘falsa notícia’Márcio Mercante / Agência O Dia

Não cumprida a determinação, cujo prazo terminou nesta quinta-feira, o mandato já autoriza busca e apreensão com uso de força policial. Até o fechamento desta edição, no entanto, o site do TRE-RJ não registrava se a decisão fora ou não atendida.

“Só pode ser mais uma dessas ações encomendadas contra mim”, afirmou Garotinho, que divulgou que a monografia de conclusão de seu curso tratou de “Oração: ação que produz intimidade do homem com Deus”. Segundo ele, tirou 9,5. 

“Não me resta outra alternativa a não ser processar o ilustre desembargador por essa calúnia”, concluiu. A distância de 5,2 mil quilômetros entre Roraima e Campos, onde o deputado mora, chamou a atenção da Justiça, já que a Faceten não oferece curso a distância.

Últimas de _legado_Eleições 2014