TRE-RJ diploma nesta segunda-feira 177 eleitos em 2014

O governador Pezão e deputados que venceram as eleições em outubro participam da cerimônia

Por O Dia

Rio - Os 177 candidatos eleitos nestas eleições pelo Estado do Rio serão diplomados na tarde desta segunda-feira, na Assembleia Legislativa (Alerj). Entre eles, o governador Luiz Fernando Pezão (PMDB), seu vice, Francisco Dornelles (PP), e o ex-jogador Romário Faria (PSB), hoje deputado federal, que substituirá Dornelles no Senado. Os eleitos deputados federais e estaduais, além dos seus suplentes, também participam da cerimônia.

As datas de posse dos eleitos são, no entanto, distintas, variando de acordo com o cargo. Enquanto a de Pezão e seu vice acontece no dia 1º de janeiro, os deputados federais e estaduais e o futuro senador Romário só assumirão o cargo no dia 1º de fevereiro.

“Estou ansioso mas seguro dos meus deveres como futuro parlamentar”, diz o deputado Sadinoel Souza, do PT, que pela primeira vez foi eleito para um cargo público e que levará, como seus pares, um acompanhante. No caso do petista, o irmão. “Levaria minha mãe, que está mais emocionada do que eu com a eleição, mas ela ficaria sozinha. Meu irmão, que sempre me apoiou, representará minha família”, diz o futuro parlamentar de Itaboraí.

Reeleito governador do Rio%2C Luiz Fernando Pezão%2C e seu vice%2C Francisco Dornelles%2C vão receber na tarde desta segunda-feira o documento que valida a eleiçãoDivulgação

Nos diplomas que cada um receberá constarão o nome dos candidatos, a indicação da legenda do partido ou da coligação pela qual concorreram e o cargo para o qual foram eleitos. Embora seja mais uma etapa para a posse, a diplomação não garante necessariamente a assunção do mandato. Por 15 dias, após a cerimônia, o mandato poderá ser impugnado pela Justiça Eleitoral, caso se comprove abuso do poder econômico, corrupção ou fraude.

Também estreante vitorioso numa eleição a cargo pública, o professor Flávio Serafini, eleito pelo Psol, levará a esposa, que terá que deixar os dois filhos, um de 3 anos e outro de dez meses, na creche em Niterói, onde moram. “Gostaria que estivesse a família completa, mas só pude convidar uma pessoa... na posse, vão todos”, promete Serafini, que diz já conhecer o futuro ambiente de trabalho — ele trabalhou na Alerj com Marcelo Freixo, do seu partido.

Dilma vai ao TSE na quinta

A diplomação da presidenta Dilma Rousseff (PT) e do seu vice, Michel Temer (PMDB), ocorrerá quinta, na sede do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília. Já a de outros governadores e senadores ocorrerá dentro dos prazos estabelecidos pelos próprios tribunais regionais, que decidem a data até sexta-feira.
Segundo o TRE-RJ, houve alguns casos de impugnação das prestações de contas de candidatos nos estados, entretanto, todas as contas dos eleitos e suplentes já foram julgadas.

O tribunal explica que, mesmo que a prestação seja rejeitada, caso do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), a diplomação não é suspensa. A previsão da legislação é de sanções como suspensão de repasses do Fundo Partidário. A decisão, porém, pode iniciar pedido de abertura de investigação eleitoral para a cassar o diploma.

Últimas de _legado_Eleições 2014