Ficha médica de Michael Schumacher foi roubada de hospital, diz assessoria

Ex-piloto, que acordou de coma, estava internado na França

Por O Dia

França - A assessoria do alemão Michael Schumacher revelou nesta segunda-feira, em comunicado, que a ficha médica do ex-piloto foi roubada do Hospital Universitário de Grénoble, na França, e que os responsáveis estão tentando vender as informações. O histórico do alemão estava na unidade médica por causa do acidente sofrido seis meses atrás, em uma estação de esqui, que o deixou entre a vida e a morte durante longo período de tratamento.

O ex-piloto Schumacher acordou do coma no dia 16 de junhoReuters

"Não podemos dizer se esses documentos são autênticos. Porém, os documentos são claramente roubados", explicou a assessora Sabine Kehm, por meio de nota.

A assessora garantiu que está "proibida a compra e a publicação deste tipo de documentos", já que a ficha médica é privada e confidencial.

Michael Schumacher ficou hospitalizado no hospital localizado em Grénoble de 29 de dezembro do ano passado até poucos dias atrás. No dia 16 de junho, o ex-piloto acordou do coma, sendo transferido logo depois para um local não divulgado.

Últimas de Esporte