CBB assina parceria para construção de CT para a seleção brasileira

Projeto está orçado em um pouco mais de R$ 50 milhões

Por O Dia

Rio - A seleção brasileira de basquete vai ter uma casa. Nesta quarta-feira, a Confederação Brasileira de Basquete (CBB) assinou uma parceria com Fundação Universitária Cristã (FUNVIC) para a construção de um Centro de Treinamento para a modalidade em Pindamonhangaba, em São Paulo. O projeto está orçado em pouco mais de R$ 50 milhões e já foi aprovado pelo Ministério do Esporte para captação dos recursos via Lei de Incentivo. O contrato entre as partes tem duração de 25 anos, podendo ser prorrogado.

CT em Pindamonhangaba vai ser a casa da seleção brasileira de basqueteDivulgação

"Assinamos essa importante parceria com a FUNVIC para tornarmos realidade um sonho acalentado por diversas administrações da CBB. No Centro de Treinamento teremos a oportunidade de treinar nossas seleções com mais tempo. Um CT é sempre um produto de qualidade que faz a modalidade se tornar ainda mais forte. Agradecemos o envolvimento da FUNVIC porque sem ela esse projeto não seria possível", afirmou o presidente da CBB, Carlos Nunes, ao site da entidade.

LEIA MAIS: Flamengo vai decidir Liga das Américas de Basquete novamente em casa

O terreno, de 30 mil metros quadrados, para o CT foi cedido pela FUNVIC. A ideia é construir quatro ginásios, um hotel, academia, prédio administrativo, entre outros. Pelo projeto, o primeiro módulo a ser construído engloba os ginásios, o hotel e a academia. Agora, CBB e a Fundação Universitária Cristã buscam captar recursos e parceiros.

LEIA MAIS: Basquete, vôlei, tênis e muito mais: acompanhe os esportes olímpicos

"A conta já está aberta. O projeto foi aprovado em duas etapas. A primeira é de R$ 26 milhões. Quando atingirmos 20% desse valor poderemos iniciar a implantação do projeto. Já temos algumas conversas com vários parceiros e muitos aguardavam somente essa assinatura", disse Luis Otávio Palhari, presidente da FUNVIC.

Diretor técnico da CBB, Vanderlei Mazzuchini Junior destaca os ganhos que o basquete brasileiro terá com um CT.

"Um CT proporciona um intercâmbio entre atletas e treinadores. Eles convivem e conversam sobre basquete o tempo todo. Podem trocar ideias sobre problemas e soluções na parte física, técnica, tática. É um ganho muito grande para as seleções brasileiras. Também facilita a logística. No CT, temos ginásio para treino, alojamento, local para alimentação no mesmo lugar", avalia.

Últimas de Esporte