Advogados de Jobson fazem pedido de efeito suspensivo da pena do atacante

A intenção é tentar liberar o jogador para entrar em campo no segundo jogo da final do Carioca contra o Vasco, no domingo

Por O Dia

Rio - Os advogados de Jobson enviaram um pedido de efeito suspensivo sobre a pena do jogador, para liberá-lo e fazer com que volte a poder exercer a sua profissão. A idéia é conseguir com que o atacante consiga pelo menos treinar junto com o clube até que seja marcada a data de um novo julgamento para o caso.

Por conta da suspensão de quatro anos da Fifa, Jobson está impedido até mesmo de treinar com o FogãoBruno de Lima

Apesar do pedido ter sido feito na segunda-feira, ainda não existe um prazo para que a Fifa responda a requisição. Enquanto isso, Jobson está impedido até mesmo de treinar junto com os companheiros por conta da punição. René Simões revelou que o atacante chegou a participar das atividades com o grupo, porém foi informado que não poderia continuar com o elenco. O treinador lamentou a situação do camisa 7.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Botafogo

"Ele treinou de manhã comigo e com o grupo, mas já fui informado que ele não pode treinar com o grupo, tem que treinar separado. Para quem tem 27 anos, quatro anos (de suspensão) é pena de morte. E nem poder treinar com a equipe", disse René Simões, ao Sportv, na segunda-feira.