Botafogo sofre, mas vence e engata a quinta vitória consecutiva no Carioca

Neilton estreia na temporada e, de pênalti, garante o triunfo

Por O Dia

Rio - O Botafogo sofreu, mas venceu e continua 100% no Campeonato Carioca. Neste domingo, o Fogão bateu a Cabofriense: 2 a 1, em São Januário. Neilton, que fez sua estreia na temporada, saiu do banco para garantir o triunfo - marcou de pênalti, aos 45 do segundo tempo.

No fim do segundo tempo%2C Neilton, de pênalti%2C fez o gol da vitóriaErnesto Carriço / Agência O Dia

Ricardo Gomes já havia avisado que o momento é de fazer testes. Neste domingo, ele escalou três volantes: Airton, Bruno Silva e Rodrigo Lindoso. O trio se revezava e tinha liberdade para atacar. Lindoso foi o autor do passe para o gol do Botafogo. O ajuste a ser feito é mais à frente. Gervasio Núñez e Gegê tiveram tarde apagada. Luis Henrique tentou de todas as formas na frente. Neilton saiu do banco para salvar o Fogão.

FOTOGALERIA: As imagens da vitória do Botafogo sobre a Cabofriense

Com a quinta vitória seguida, o Botafogo chegou aos 15 pontos e deu mais um passo rumo à classificação: é o líder do Grupo A. O Fogão tem um teste de fogo na próxima rodada e vai fazer o clássico com o Fluminense, quarta-feira, às 21h45, no Estádio Kleber Andrade, em Cariacica, no Espírito Santo. A Cabofriense também joga na quarta, às 19h30, contra o Flamengo, no Moacyrzão.

O jogo

O Botafogo tomou a iniciativa da partida, mas tinha dificuldade em criar. A primeira chance foi com Gegê. Porém, o chute do meia foi para fora, com perigo. A Cabofriense deu a resposta. Charles Chad foi lançado e obrigou Jefferson a salvar o Fogão. Um minuto depois, Rodrigo Lindoso lançou Luis Henrique. Ele dominou e tocou entre as pernas de Andrey: 1 a 0.

Luis Henrique fez o primeiro gol do BotafogoErnesto Carriço / Agência O Dia

A Cabofriense não sentiu o golpe. Charles Chad foi lançado nas costas de Emerson e acertou uma bomba, de primeira, no ângulo de Jefferson, que nada pôde fazer: 1 a 1. O Fogão, apesar de mais posse de bola, não conseguia criar.

Ricardo Gomes mudou no intervalo e colocou Ribamar na vaga de Gervasio Núñez, que teve atuação apagada. Luis Henrique teve chance de ampliar, mas parou em Andrey, goleiro revelado pelo Botafogo.

O roteiro do jogo foi semelhante, com o Botafogo com maior posse de bola, mas com dificuldade para criar. Andrey parou Luis Henrique mais uma vez, numa rara chegada alvinegra.

O Fogão buscou uma pressão. Luis Henrique, mais uma vez, tentou. Desta vez na entrada da área. A bola foi para fora. A sorte é que surgiu pênalti. Neilton, que fez sua estreia na temporada, chutou de fora da área. A bola bateu no braço do zagueiro da Cabofriense.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 2X1 CABOFRIENSE

Estádio: São Januário
Público e renda: 2.398 pagantes / 2.772 presentes / R$ 35.475,00.
Árbitro: Daniel de Sousa Macedo
Gols: Luis Henrique (Botafogo, aos 20' do 1ºT), Charles Chad (Cabofriense, aos 25' do 1ºT) e Neilton (Botafogo, aos 45' do 2ºT)
Cartão amarelo: Charles Chad (Cabofriense)
Cartão vermelho: - 

BOTAFOGO: Jefferson; Luis Ricardo, Renan Fonseca (Joel Carli, aos 28' do 2ºT), Emerson e Diogo Barbosa; Airton, Rodrigo Lindoso, Bruno Silva e Gegê (Neilton, aos 21' do 2ºT); Gervasio Núñez (Ribamar, no intervalo) e Luis Henrique; Técnico: Ricardo Gomes.

CABOFRIENSE: Andrey; Júlio Lopes, Juliano, Rafael Sales e Leandro; Gilson, Pedro Henrique, Carlinhos (Cubango, aos 38' do 2ºT) e Keninha (Bruno, aos 30' do 2ºT); Marquinhos do Sul (Gama, aos 12' do 2ºT) e Charles Chad; Técnico: Eduardo Hungaro.