Everton volta para ressuscitar o ataque do Flamengo

Sem o atacante, recuperado de uma lesão muscular, a média de gols do time caiu pela metade

Por O Dia

Rio - A queda de rendimento do setor ofensivo do Flamengo denuncia: Everton, que volta a jogar amanhã, contra o Volta Redonda, faz muita falta ao time de Vanderlei Luxemburgo. O atacante, que atuou sem problemas no jogo-treino de ontem, contra o Gonçalense, no Ninho do Urubu, é peça-chave no esquema. Desde a sua saída, a média de gols da equipe caiu pela metade. Arthur Maia também participou da atividade.

Com Everton, o Flamengo balançou as redes adversárias 15 vezes em seis partidas oficiais: média de 2,5 gols. Sem ele, o índice despenca para 1,3 — quatro gols em três jogos. Só ele tem três gols marcados este ano.

Everton está próximo de retornar ao FlamengoErnesto Carriço

No primeiro compromisso após a lesão de Everton, que tinha um edema na coxa esquerda, o Flamengo venceu o Brasil de Pelotas por 2 a 1, pela Copa do Brasil. Na partida seguinte, pelo Carioca, veio a derrota para o Botafogo por 1 a 0, a única do ano. Na rodada passada, a vitória sobre o Friburguense por 2 a 0 pareceu magra diante da fragilidade do adversário. O próprio Vanderlei admitiu que o time caiu de produção no segundo tempo

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

A última partida de Everton foi o empate em 1 a 1 com o Madureira, quando deixou o gramado com dores musculares. Já Arthur Maia atuou contra o Botafogo, mas depois, com fadiga muscular, passou a treinar à parte.

No jogo-treino, o time tinha Everton, Arthur Maia e mais nove reservas. Os titulares ficaram na academia. O Flamengo venceu por 2 a 0, dois gols de Alecsandro.

Paulo Victor bem na fita

Paulo Victor recebeu uma placa de um grupo de torcedores, no Ninho do Urubu. O goleiro vive a melhor fase de sua carreira. Diante do Brasil de Pelotas, completou 100 jogos com a camisa rubro-negra. E, na semana passada, teve o contrato com o Flamengo renovado por quatro anos. O camisa 48 quer curtir o momento com boas atuações:

“Fico feliz com o carinho e o reconhecimento da torcida. Sinto isso na rua, é o que me faz gostar tanto do clube que me acolhe há 10 anos. Isso me motiva no dia a dia e gosto de dar a resposta em campo.”

Everton volta para ressuscitar o ataque do Flamengo O Dia - Flamengo

Everton volta para ressuscitar o ataque do Flamengo

Sem o atacante, recuperado de uma lesão muscular, a média de gols do time caiu pela metade

Por O Dia

Rio - A queda de rendimento do setor ofensivo do Flamengo denuncia: Everton, que volta a jogar amanhã, contra o Volta Redonda, faz muita falta ao time de Vanderlei Luxemburgo. O atacante, que atuou sem problemas no jogo-treino de ontem, contra o Gonçalense, no Ninho do Urubu, é peça-chave no esquema. Desde a sua saída, a média de gols da equipe caiu pela metade. Arthur Maia também participou da atividade.

Com Everton, o Flamengo balançou as redes adversárias 15 vezes em seis partidas oficiais: média de 2,5 gols. Sem ele, o índice despenca para 1,3 — quatro gols em três jogos. Só ele tem três gols marcados este ano.

Everton está próximo de retornar ao FlamengoErnesto Carriço

No primeiro compromisso após a lesão de Everton, que tinha um edema na coxa esquerda, o Flamengo venceu o Brasil de Pelotas por 2 a 1, pela Copa do Brasil. Na partida seguinte, pelo Carioca, veio a derrota para o Botafogo por 1 a 0, a única do ano. Na rodada passada, a vitória sobre o Friburguense por 2 a 0 pareceu magra diante da fragilidade do adversário. O próprio Vanderlei admitiu que o time caiu de produção no segundo tempo

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

A última partida de Everton foi o empate em 1 a 1 com o Madureira, quando deixou o gramado com dores musculares. Já Arthur Maia atuou contra o Botafogo, mas depois, com fadiga muscular, passou a treinar à parte.

No jogo-treino, o time tinha Everton, Arthur Maia e mais nove reservas. Os titulares ficaram na academia. O Flamengo venceu por 2 a 0, dois gols de Alecsandro.

Paulo Victor bem na fita

Paulo Victor recebeu uma placa de um grupo de torcedores, no Ninho do Urubu. O goleiro vive a melhor fase de sua carreira. Diante do Brasil de Pelotas, completou 100 jogos com a camisa rubro-negra. E, na semana passada, teve o contrato com o Flamengo renovado por quatro anos. O camisa 48 quer curtir o momento com boas atuações:

“Fico feliz com o carinho e o reconhecimento da torcida. Sinto isso na rua, é o que me faz gostar tanto do clube que me acolhe há 10 anos. Isso me motiva no dia a dia e gosto de dar a resposta em campo.”