Felipe Melo é o alvo da vez do Mengão e pode ser o nome de peso para Luxa

Diretoria aposta no Pitbull, cria da Gávea e atualmente no Galatasaray, para que o time engrene no Brasileirão

Por O Dia

Rio - O alvo da vez no Flamengo é Felipe Melo, do Galatasaray, da Turquia. O clube continua em busca de um reforço de peso e aposta no Pitbull para fazer o time parar de ladrar e começar a morder os adversários. A negociação tem evoluído e deixado a diretoria otimista. Ainda com o que tem, o Rubro Negro mostra os dentes ao Avaí, neste domingo, às 16h, na Ressacada. Com um ponto em seis disputados no Campeonato Brasileiro, sair de campo mais uma vez com o rabo entre as pernas pode fazer a crise se instalar de vez.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

Ao farejar o mercado, o Flamengo encontra dificuldades. Para não errar, tenta dar o bote certo ao procurar a combinação entre qualidade técnica e o perfil necessário a uma rápida adaptação. Felipe Melo, cria da Gávea e rubro-negro declarado, estaria em seu território, caso a negociação se concretize. Na mesma linha, a diretoria fez proposta por Elias, hoje no Corinthians, mas não obteve sucesso.

Felipe Mello%2C cria da Gávea%2C é o novo alvo para reforçar o Flamengo no BrasileirãoDivulgação

Felipe Melo, nascido em Volta Redonda, subiu para o time profissional do Flamengo em 2001. Dois anos mais tarde, foi contratado pelo Cruzeiro. Depois, defendeu Grêmio; os espanhóis Mallorca, Racing Santander e Almería; e os italianos Fiorentina e Juventus. Desde 2011, é ídolo no Galatasary, onde deu a volta por cima. O volante havia sido eleito vilão da eliminação da Seleção na Copa de 2010, ao ser expulso na derrota para a Holanda, em jogo válido pelas quartas de final do Mundial.

LEIA MAIS: Notícias, resultados e bastidores do Campeonato Brasileiro

O sonho de consumo de Vanderlei Luxemburgo era Robinho, do Santos. O jogador, porém, pediu R$ 800 mil de salário líquido, além de cinco anos de contrato. Nesses termos, o negócio torna-se inviável. Paolo Guerrero, que não fica no Corinthians, interessa. No entanto, os altos valores envolvidos, a princípio, assustam. Petros, também do Timão, constantemente citado como possível reforço, está praticamente descartado. Houve somente uma sondagem, sem qualquer avanço.

Vanderlei pede para torcida confiar no time

Ainda com o que tem, Vanderlei tenta se virar. A eliminação no Campeonato Carioca para o Vasco e o início ruim no Brasileiro colocaram o trabalho em xeque. Convicto de que seu projeto será bem-sucedido, o treinador pede um voto de confiança à nação rubro-negra.

“Estamos na segunda rodada do campeonato, e só o Corinthians fez 100%. Se tivéssemos ganho do Sport, os problemas teriam surgido, mas não com todo esse questionamento. Quero convocar o torcedor a acreditar no que estamos fazendo. Um trabalho sério. Não tenho dúvida de que estamos no caminho certo”, afirmou o treinador.

VEJA MAIS: Confira a tabela e classificação do Campeonato Brasileiro

Ele voltou a lamentar o tempo perdido no Estadual com as lesões. “Falta um pouco de concentração, mas acho que de domingo em domingo o jogador fica sem ritmo. Quando começarem os jogos quarta-feira e domingo, vai melhorar”, emendou.

Antes do início do Brasileiro, o capitão Wallace disse diversas vezes que o Flamengo era o melhor time do Rio. Vanderlei, por sua vez, sempre apontou o topo da tabela como um alvo possível na competição nacional. A realidade, no entanto, tem se mostrado dura.

Em dois jogos, a defesa, antes porto seguro do time, sofreu quatro gols. O treinador não se assusta, mas confirma o abismo entre os dois campeonatos: “O Brasileiro é o mais difícil do mundo. São 20 clubes, 12 grandes e 38 jogos. E os outros times são fortes. Muito complicado. Mas nada diferente do que sempre vi no futebol.”