Com dois gols de Guerrero, Flamengo estreia no Estadual goleando o Boavista

Após dois resultados ruins na pré-temporada, Rubro-negro larga com pé direito no Campeonato Carioca

Por O Dia

Rio - Uma vitória com sotaque peruano. Graças a dois gols de Guerrero e um do estreante Trauco, o Flamengo goleou o Boavista, na Arena das Dunas, em Natal (RN), por 4 a 1 e estreou no Campeonato Carioca com três pontos. Diego completou o placar. O time comandado por Zé Ricardo encontrou dificuldades no primeiro tempo, mas impôs sua melhor qualidade técnica para superar o rival.

Guerrero comemora o primeiro gol do FlamengoAdriano Abreu / Tribuna do Norte / Estadão Conteúdo

O próximo adversário do Flamengo no Estadual será o Macaé, na próxima quarta-feira à noite, em Volta Redonda. Já o Boavista recebe em Bacaxá o Nova Iguaçu, também na quarta-feira. 

O JOGO

Apesar de ser o time grande e de forte investimento, o Flamengo teve problemas para se organizar em campo, principalmente no primeiro tempo. Com um time cheio de veteranos como Felipe, Antônio Carlos e Erick Flores, e comandado pelo badalado técnico Joel Santana, o Boavista foi quem começou melhor em campo e ditou o ritmo da partida. Aos dois minutos, o time aproveitou o vacilo de Willian Arão, quando Pedro Botelho chutou de fora da área e assustou o goleiro Alex Muralha.

Sem Éverton, que sentiu uma indisposição estomacal e foi vetado, o Flamengo teve Adryan, aberto pela esquerda, e Rômulo, no meio de campo. O volante recém-contratado ganhou a posição de Márcio Araújo e estreou como titular. As mudanças não provocaram melhorias na equipe, que teve uma finalização, sem perigo, de Adryan.

Enquanto isso, o Boavista explorava o lado de outro estreante, o lateral-esquerdo Trauco. O peruano na defesa teve problemas, mas quando ia ao ataque, criou boas chances. A melhor foi aos 31 minutos, quando fez cruzamento na medida para Guerrero cabecear forte e fazer 1 a 0.

O gol rubro-negro deu uma esfriada no Boavista. O volante Willian Arão, que fazia partida discreta, tabelou com Guerrero, mas preferiu dar novo passe para o peruano e desperdiçou boa chance de gol. O erro custou caro e veio na mesma forma que o gol marcado. No contra-ataque, Pedro Botelho fez ótimo cruzamento para Mosquito, que superou Trauco para empatar o jogo de cabeça: 1 a 1.

O segundo tempo começou da mesma forma, com o Boavista dono da posse de bola. Aos cinco minutos, Pedro Botelho fez boa jogada pela esquerda, mas Tiago Maranhão não conseguiu finalizar. O Flamengo tinha problemas para furar o bloqueio adversário e contou com uma aparição surpresa de Trauco. O peruano se intrometeu na área e recebeu bom passe de Mancuello para tirar goleiro e fazer 2 a 1.

O gol voltou a desorganizar o Boavista, mas desta vez o Flamengo aproveitou. Após rápido contra-ataque, aos 15 minutos, Rodinei abriu pela direita e cruzou para Guerrero cabecear forte e ampliar a vantagem: 3 a 1.

O terceiro gol rubro-negro deixou a partida mais aberta. Após jogada de Christiano pela esquerda, Matheus Paraná ajeitou para Tiago Amaral finalizar e ver Alex Muralha fazer grande defesa. A resposta do Flamengo veio na sequência com Rodinei, que parou em Felipe. Preocupado com nova recuperação do adversário, o técnico Zé Ricardo promoveu o retorno de Márcio Araújo para reforçar a marcação.

Quando o placar parecia definido, Diego, aos 45 minutos, recebeu na área, driblou o marcador e chutou forte, no ângulo, para fazer 4 a 1 e dar números finais na goleada do Flamengo pelo Campeonato Carioca.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 4 x 1 BOAVISTA

FLAMENGO - Alex Muralha; Pará, Réver, Rafael Vaz (Juan) e Trauco; Rômulo (Márcio Araújo), Mancuello, Willian Arão e Diego; Adryan (Rodinei) e Guerrero. Técnico: Zé Ricardo.

BOAVISTA - Felipe; Maicon, Antônio Carlos, Lucas Rocha e Christiano; Pedroso, Júlio César (Fellype Gabriel), Pedro Botelho (Matheus Paraná), Mosquito e Erick Flores; Tiago Amaral (Marcelo Nicácio). Técnico: Joel Santana.

GOLS - Guerrero, aos 31, e Mosquito, aos 40 minutos do primeiro tempo; Trauco, aos 8, e Guerrero, aos 15, e Diego, aos 45 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Trauco (Flamengo); Christiano e Mosquito (Boavista).

ÁRBITRO - Leonardo Garcia Cavaleiro.

LOCAL - Arena das Dunas, em Natal (RN).

Com informações do Estadão Conteúdo