Mais Lidas

Mulher fica ferida em explosão de dispenser de chantilly

Este é o segundo caso em menos de um mês. No outro caso, a vítima era uma blogueira de 33 anos que morreu após uma parada cardíaca

Por lucas.cardoso

França - Uma francesa ficou ferida nesta segunda-feira, após a explosão de um dispenser de chantily em Trémery, no nordeste da França. O caso acontece menos de duas semanas após um dispositivo similar ter matado uma blogueira de 33 anos.

Heidi dumotier cozinhava quando o dispenser explodiu. "Eu agitei a garata e, de repente, -boom- ela explode", disse ela. "Foi terrível, a tampa desapareceu e a garrafa ficou presa no teto". Em entrevista a uma rádio local, Heidi contou que se o objeto tivesse batido em sua cabeça, provavelmente não estaria viva. Ela ainda revelou que a cápsula arremessada deixou um buraco de 15 cm no teto.

Foto do equipamento defeituoso que causou a morte da blogueira Rebecca BurgerReprodução Instragram

Segundo a BBC, um grupo de franceses já haviam alertado consumidores há anos sobre explosões envolvendo equipamentos defeituosos similares ao de Dumotier. A confeiteira não explicou como a lesão na perna aconteceu.

O caso de Rebbeca Burger, a quase-miss, que morreu de parada cardíaca depois de um dispensador explodir atingindo seu peito, chamou a atenção dos usuários para o perigo escondido em um simples equipamento doméstico.

Incidentes semelhantes de explosão são registrados desde 2010. Na ocasião da morte de Rebbeca, seu perfil noticiou a morte e alertou os 154 mil seguidores da blogueira para os perigos na utilização do dispenser. Com a repercussão, o governo também se manifestou sobre o caso e alertou os consumidores. Desde o primeiro caso, apenas um fabricante solicitou recall do produto.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia