O poder da marca Neymar, dentro e fora dos campos, explode na Copa

O jogador aproveita sua crescente popularidade para lançar produtos com a sua marca. No Mundial, até empresas que não são ligadas ao craque já tiraram uma casquinha

Por O Dia

Neymar%2C em coletiva da Seleção%2C usando o boné com a sua marca%2C produzido pela NikeAndré Luiz Mello/Agência O Dia

Rio - Principal jogador da Seleção Brasileira dentro de campo, é natural que Neymar seja também destaque em campanhas publicitárias. Mas o sucesso do jogador, dentro e fora dos gramados, proporcionou também a criação de linhas próprias com o nome dele — própria e de seu patrocinador, a Nike.

É comum o jogador aparecer em viagens com o time do Barcelona, e agora em entrevistas da Seleção, com o boné da linha Neymar, produzida pela Nike. Apesar da exposição ser uma excelente forma de divulgação, o diretor de comunicação da Nike do Brasil, Alexandre Alfredo, sustenta que não se trata de uma estratégia da empresa, mas sim do estilo do próprio jogador. “Nós achamos o Neymar ótimo, ele tem muita personalidade, tem essa coisa de ‘rockstar’ e, de certa forma, os jogadores de futebol são os rockstars de hoje”.

A Nike patrocina Neymar desde seus 13 anos. Em 2011, a americana renovou o contrato com o atleta até 2022. Mas a marca não está mais sozinha nessa aposta. Antes da Copa, o jornal americano “New York Times” apontou Neymar como o “Novo David Beckham” para as campanhas publicitárias. A publicação colocou o brasileiro no topo de uma lista de jogadores da Copa que mais agradam à indústria da moda. Segundo Alfredo, Neymar tem um futuro brilhante pela frente. “Ele está vivendo uma jornada que nenhum outro está. O jeito que ele joga, a maneira que ele traz empolgação para o jogo. Ele é o tipo do atleta que arrisca tudo para ser brilhante, e nós queremos que ele faça isso”, disse.

Além do boné com que o jogador apareceu na coletiva da Seleção, a Nike também vende camisas, bermudas e casacos com a marca Neymar, mas o carro chefe é a chuteira Hypervenom, utilizada pelo craque. Durante a Copa, a marca esportiva lançou uma versão dourada e que foi utilizada por ele na partida contra o Chile. O modelo custa R$ 1,2 mil. De acordo com Alfredo, o desempenho das vendas anima a empresa a criar novos produtos. “Estamos muito felizes com o Neymar e muitas novidades virão mais pra frente, tudo que leva o nome dele é sinônimo de sucesso”, completou. Além dos produtos da Nike, o jogador também tem sua loja virtual, a NJR, que vende produtos como cadernos, camisas, livros, almofadas e canecas.

A repercussão com seus feitos não atinge apenas as suas patrocinadoras. Na partida contra Camarões, o jogador exibiu uma sunga da grife de moda praia Blue Man. A marca, que não tinha nenhum vínculo de patrocínio com o jogador, divulgou nas redes sociais a imagem. Mas em seguida teve que excluir à pedido da Fifa, que proíbe empresas que não são patrocinadores de usarem a Copa para divulgação. Neymar não foi punido, pois não chegou a mostrar o nome da marca. Mas nem precisava.

Concorrente de Neymar no Mundial, Messi é o principal jogador patrocinado pela Adidas. Mas o camisa 10 da seleção argentina é discreto fora dos gramados e não costuma aparecer expondo suas marcas nos eventos. Assim como a Nike com o Neymar, a Adidas também tem camisas, casacos e bermudas com a marca do argentino, além das chuteiras “Messi World”.

Últimas de _legado_Notícia