Para Dilma, ser presidenta é ‘combater a corrupção’

Enquanto declaração é feita no Twitter, PT critica decisão de Joaquim Barbosa

Por O Dia

Brasília - No mesmo dia em que os réus do Mensalão começaram a ser presos, a presidenta Dilma Rousseff postou no Twitter mensagem pelo dia da Proclamação da República afirmando que o papel do líder de uma nação é combater a corrupção.

“Hoje comemoramos o 124º aniversário da Proclamação da República. A origem da palavra República nos ensina muito. A palavra República vem do latim e significa ‘coisa pública’. Ser a presidenta da República significa exatamente zelar e proteger a ‘coisa pública’, cuidar do bem comum, prevenir e combater a corrupção. Significa governar para todos, num governo do povo, pelo povo e para o povo”, escreveu a presidenta.

Presidenta também tuitou que não leva em conta diferenças partidárias para lidar com governadores e prefeitos Agência Brasil

Dilma também postou que exercer seu cargo “significa tratar todos os governadores e prefeitos como representantes legítimos do povo colocando os interesses de cada estado e de cada município acima das diferenças partidárias ou de qualquer outra espécie. A orientação do meu governo é republicana e seguimos esses preceitos.”

Também nesta sexta, o presidente nacional do PT, Rui Falcão, divulgou no site do partido nota oficial sobre a decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa. “A determinação do STF para a execução imediata das penas de companheiros condenados na Ação Penal 470, antes mesmo que seus recursos (embargos infringentes) tenham sido julgados, constitui casuísmo jurídico e fere o princípio da ampla defesa”, diz o texto.

Rui Falcão chamou o julgamento de “ injusto” e “nitidamente político”. E afirmou que “nenhum de nossos filiados comprou votos no Congresso Nacional”, nem “houve por parte dos petistas condenados utilização de recursos públicos”.

Por fim, o presidente do PT expressou “solidariedade aos companheiros injustiçados” e convocou a militância “a mobilizar-se contra as tentativas de criminalização do PT”.

Últimas de _legado_Brasil