Brasil atinge meta do milênio em redução da fome e da pobreza

Avaliação é de Renata Rubin, do Pnud

Por O Dia

Brasília - Em entrevista à Rádio ONU, a especialista do Pnud (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento) Renata Rubian afirmou que o Brasil conseguiu atingir os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, ODMs, em relação à pobreza e à fome. Em Nova York, Rubian disse que o país buscou metas bem mais ambiciosas do que as determinadas pelas ODMs.

“Por exemplo, a meta de redução da pobreza no Brasil não é de 50%, a meta de redução do Brasil que o governo adotou é de reduzir a 25% a incidência da pobreza extrema. A meta de redução da fome no Brasil também não é de redução de incidência de 50%. É uma meta de erradicação da fome”, disse Rubian.

No geral, a especialista do Pnud afirmou que o mundo conseguiu reduzir a taxa de pobreza de 36% em 1990, para 15% atualmente. Segundo ela, os grupos mais afetados pela pobreza extrema são as mulheres, os idosos, as pessoas com deficiências e as minorias étnicas. Rubian explicou ainda que a agenda sustentável será aplicada em todos os países (desenvolvidos e em desenvolvimento) e vai propor metas universais: acabar com a pobreza e a fome até 2030 em todo o mundo é uma delas.

Rubian falou também sobre a situação em Angola, Moçambique, Cabo-Verde, Guiné-Bissau e Timor-Leste.

Últimas de _legado_Brasil