Moradores resistem a reintegração de posse na Zona Leste de SP

Cerca de 1.200 pessoas instaladas em casas de alvenaria, barracos de madeira e tendas ocupam terreno desde março

Por O Dia

São Paulo - Moradores que ocupam terreno no extremo da zona leste da capital paulista resistem à ação da Polícia Militar (PM) visando à reintegração de posse da área em razão de decisão judicial. Eles fizeram barricadas, no início da manhã desta quarta-feira, no entorno do terreno particular, localizado na rua Santa Etelvina, Jardim Santa Terezinha, e colocaram fogo em pneus e colchões. A PM, que às 6h desta quarta já estava  no local, iniciou o processo de reintegração às 8h.

No local da reintegração de posse%2C em SP%2C há cerca de 1.200 pessoas instaladas em casas de alvenaria%2C barracos de madeira e tendasReprodução TV Globo

O terreno, que é dividido em duas partes e tem área total de 142.442,31 metros quadrados, está ocupado desde março. No local, há cerca de 1.200 pessoas, de 300 famílias, instaladas em casas de alvenaria, barracos de madeira e tendas.

A ordem para desocupação do terreno foi determinada pelo juiz Daniel Fabretti, da 5ª Vara Cível do Foro Regional VII – Itaquera. Ele solicitou à Polícia Militar que auxilie na reintegração. A reintegração foi solicitada por Hola Administração de Bens, proprietária da área.

Últimas de _legado_Brasil