Por cadu.bruno

Rio - O clima é tenso entre Moradores da Favela do Metrô, na região da Mangueira, e policiais militares. No início da tarde desta terça-feira, ocupantes das casas que estão sendo demolidas pela Prefeitura do Rio arremessaram ovos e garrafas de vidros na direção dos PMs do 4º BPM (São Cristóvão). Três pessoas foram detidas.

>> GALERIA: Confira fotos do protesto na Zona Norte

PMs foram chamados para conter o protesto que ocorre na região da Mangueira desde a manhã desta terça-feira. A Guarda Municipal também foi acionada para orientar o trânsito. Os militares tentaram prender uma adolescente de 16 anos, mas os manifestantes impediram e gritaram que não seriam "retirados como cachorros" do local.

PM precisou ser chamada após confusãoRamon Tadeu / Agência O Dia

Policiais do Batalhão de Choque foram acionados e pelo menos quatro viaturas estão de prontidão. Segundo o subprefeito da Zona Norte, André Santos, todas as pessoas que estão protestando são invasoras. Elas terão a situação analisada e a prefeitura oferecerá abrigo para esses ocupantes.

Ainda de acordo com ele, os antigos moradores foram desapropriados em 2011, devidamente indenizados e levados para conjuntos habitacionais.

Mais cedo, a Radial Oeste e a Rua São Francisco Xavier foram interditadas em direção ao Méier, na altura da Mangueira. Policiais usaram gás de pimenta e bombas de efeito moral para conter os manifestantes, que montaram uma barricada e atearam fogo em entulhos.

Moradores da Mangueira protestam contra a derrubada de casas na comunidade. PMs usaram gás de pimenta e bombas de efeito moral para conter os manifestantesFotos%3A Estefan Radovicz / Agência O Dia


Você pode gostar