Motorista encara Avenida Brasil em dia útil e com volta de feriado

Trecho na altura de Ramos está fechado até amanhã para obras do BRT Transcarioca

Por O Dia

Rio - Quem estiver voltando do feriadão ou indo trabalhar nesta teça-feira, que é dia útil para muitos, pode enfrentar um trânsito complicado, devido ao fechamento de um trecho da Avenida Brasil. A afirmação é do diretor de operações da CET-Rio, Joaquim Dinis, que previu congestionamentos para a data, mesmo sendo um dia entre feriados. Segundo ele, a saída é optar por caminhos alternativos à via expressa ou pelo transporte público. Ontem, a Avenida Brasil já apresentou pontos de retenção nos dois sentidos.

“O plano hoje é reduzir o número de carros nas ruas. Para isso, já foi determinado que a SuperVia e o MetrôRio operem com capacidade máxima. Justamente, para atender os moradores das zonas Norte e Oeste, além dos que moram na Baixada Fluminense”, explicou o diretor de operações da CET-Rio.

Avenida Brasil fechada no feriado%2C para conclusão das obras do arco estaiado do BRT%2C que ligará a Barra à Ilha%3A moradores aproveitaram a pista como área de lazerSeverino Silva / Agência O Dia

Por conta da implantação de um viaduto da Transcarioca, na altura de Ramos a Avenida Brasil ficará fechada ao trânsito até às 10h de amanhã, quarta-feira. A interdição começou na noite de domingo. De acordo com Joaquim Dinis, da CET-Rio, quem tiver o Aeroporto Tom Jobim, na Ilha do Governador, como destino, deve sair com uma margem de antecedência ainda maior, já que a Linha Vermelha estará sobrecarregada, com o desvio de parte do trânsito que passaria pela Avenida Brasil.

Para quem viajou e está retornando ao Rio de Janeiro entre hoje e amanhã, e tem que passar pela Avenida Brasil, o diretor de operações da CET-Rio recomenda que se opte por regressar no período noturno. Para orientar os motoristas, a CET-Rio dispõe de 45 painéis e 250 operadores, além de 30 agentes na Linha Vermelha, incluindo dez motociclistas e 15 reboques, para diminuir o tempo de espera em caso de acidentes ou enguiços. A assessoria da Secretaria Municipal de Transportes informou que houve reforço na frota de ônibus destas regiões, porém, a principal recomendação é para o uso de trem e metrô.

Movimento de regresso da Serra e da Região dos Lagos é grande

Motoristas que voltavam ontem do feriadão já encontraram dificuldades em estradas e rodovias do Rio. Foi um verdadeiro teste de paciência, principalmente para quem vinha da Região dos Lagos e pretendia seguir para a Baixada. Na Linha Vermelha e Avenida Brasil, onde o trecho de Ramos foi interditado na noite de domingo, para o içamento de dois semiarcos de aço, o trânsito era lento.

Ontem à noite%2C a pista lateral da Avenida Brasil e as rotas alternativas já apresentavam trânsito pesadoJoão Laet / Agência O Dia

Alguns motoristas chegaram a ficar do lado de fora de seus carros. “Saí às 14h de Iguabinha. Já são 18h30 e ainda estou aqui na Avenida Brasil. Essa interdição atrapalhou quem voltou antes do fim dos feriadões”, reclamou Paulo dos Santos, de 51 anos, que seguia para Guadalupe.

Exausto após quatro horas no trânsito, o empilhador de máquinas Maicon Dias, 35, contou que os engarrafamentos já começaram entre Tanguá e Manilha. A descida da Serra de Petrópolis também estava lenta ontem à noite.

Últimas de _legado_O Dia 24 Horas