Gastronomia toma ruas de Búzios e espera atrair 30 mil pessoas

Festival, que chega a sua 13ª edição, busca movimentar a cidade na baixa temporada

Por O Dia

Rio - Buscando atrair mais turistas à cidade na baixa temporada, o Festival Gastronômico de Búzios chega à 13ª edição. Sexta e sábado, e nos dias 25 e 26, as ruas do município da Região dos Lagos serão tomadas por barracas de restaurantes locais, que venderão receitas criadas para o evento em porções para degustação.

Este ano o evento tem participação recorde: são cerca de 60 restaurantes servindo pratos, das 20h à meia-noite, em diferentes pontos da cidade: Orla Bardot, Rua das Pedras e Rua Manoel Turíbio de Farias, no Centro; Porto da Barra e Espaço Domme, ambos em Manguinhos.

Durante o evento%2C milhares de moradores da região podem degustar pratos especiais a preços acessíveisDivulgação

“O evento movimenta a cidade no inverno. Durante o festival, a cidade fica em festa e as ruas, bastante movimentadas. Temos expectativa de receber 30 mil pessoas ao longo dos dois fins de semana de evento”, conta o produtor e idealizador do festival, Gil Castelo Branco. “Durante o festival, o número de turistas na cidade aumenta, além da população também participar, estimulando a economia do município”, completa o secretário de Turismo, José Márcio Moreira dos Santos.

O ministro do Turismo, Vinícius Lages, ressalta o interesse do público por esse tipo de evento. “Na pesquisa de demanda turística internacional que o MTur realiza todos os anos, a gastronomia é um dos itens que aponta a maior aprovação, com cerca de 90% de satisfação”, explica.

Este ano, o festival foi ampliado e também terá atrações culturais: a edição homenageia a atriz francesa Brigitte Bardot, que há 50 anos visitou o balneário pela primeira vez e mudou a história do lugar definitivamente. Tanto a Orla Bardot quanto a Rua das Pedras terão instalações com fotos de Brigitte. Além disso, a Praia dos Ossos, que passa a integrar o festival, terá degustações, shows e instalações de artistas de Búzios.

Outra novidade é que a questão ambiental ganha importância: os materiais plásticos servidos pelos restaurantes serão biodegradáveis e haverá coleta, de hora em hora, pela cooperativa de catadores de lixo da cidade; fornecimento de lixeiras seletivas para cada participante, e triagem, destinação e reciclagem dos resíduos sólidos recolhidos.

Últimas de _legado_O Dia no Estado