Escola municipal realiza feira literária em Cabo Frio

o evento lotou as dependências da unidade escolar e encheu corredores e salas com arte

Por O Dia

Cabo Frio (Rj) - A Escola Municipal Evaldo Salles vem movimentando a garotada em um projeto para lá de envolvente: “Cabo Frio – 400 anos de história”. Para fechar com chave de ouro, uma feira literária foi organizada para agitar os sábados letivos.

A feira aconteceu em duas etapas: a primeira foi com os alunos do 1º segmento do Ensino Fundamental e a segunda foi com as turmas do 2º segmento. Sempre aos sábados, o evento lotou as dependências da unidade escolar e encheu corredores e salas com muita arte, alegria e diversão.

Além das histórias, causos e artistas locais, outros autores brasileiros da Literatura Infantil também foram inseridos na Feira, assim como algumas personalidades da Literatura Inglesa, para serem estudados nas aulas de Inglês e compartilhados com os visitantes do evento.

Já nas atividades sobre a terra amada, Cabo Frio, os alunos abusaram da criatividade e lançaram mão de jogos educativos para deixar os visitantes afinados com os conhecimentos históricos, tradições culturais e curiosidades através da Trilha dos 400 anos! O brasão da cidade foi montado em partes, como quebra-cabeça, para que os estudantes pudessem explicar tintim por tintim cada símbolo. O Hino de Cabo Frio foi dramatizado com muitas mudanças de cena, colorido e molejo.

A aluna Thayne da Conceição, do 8º ano, ficou animada com as curiosidades que surgiram durante entrevistas com moradores antigos dos bairros Peró e Cajueiro. "Saímos pelas ruas com os professores fazendo entrevistas e descobrimos muitas coisas. Por exemplo, antigamente as pessoas tinham que se deslocar para o Centro da cidade a pé. Outro fato curioso é que a nossa escola foi a primeira do bairro. É muito legal conhecer as histórias de nossa cidade", disse.

A exposição dos Pontos Turísticos da cidade foi um espetáculo à parte: para cada monumento, uma pose entre amigos! Os alunos fizeram uma aula passeio e registraram todas as visitas para montarem uma exposição personalizada da Terra Amada.

A diretora da escola, professora Eliana Corado, explica que o principal objetivo da Feira Literária é incentivar e valorizar a leitura, estimular a criação literária e a participação dos pais na vida escolar dos filhos. A supervisora escolar Joy Machado já adianta que no final do ano tem mais. "Faremos outra grande festa com uma pequena mostra de todo o trabalho realizado durante o ano. Vamos juntar todas as melhores apresentações do ano", afirmou.

Últimas de _legado_O Dia no Estado