PM baleado na Mangueira está internado em estado gravíssimo em hospital

Soldado foi baleado no pescoço, na altura do maxilar, durante operação realizada na comunidade, na tarde desta quinta-feira

Por O Dia

Rio - O soldado Pablo Victor dos Santos Lira Alves seguia internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) Neurológica do Hospital Quinta D'Or, em São Cristóvão, na manhã desta sexta-feira. Segundo a assessoria de imprensa da unidade, por volta das 7h, ele apresentava quadro de saúde bastante grave.

O agente foi baleado, no final da tarde de ontem, quando participava de uma operação realizada por policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Mangueira em uma localidade conhecida como Olaria na favela da Zona Norte. A operação já estava no final quando Pablo foi atingido. Ele foi baleado na região do pescoço, na altura do maxilar, e levado às pressas por colegas para o Quinta D'Or.

O policial é casado e pai de uma filha. Em seu perfil no Facebook, amigos desejaram melhoras para o soldado. "Meu amor, estamos te aguardando, te amamos! Deus é os médicos dos médicos. Eu acredito no milagre", afirmou a sua esposa na rede social.

Soldado Pablo Victor dos Santos Lira Alves foi baleado durante patrulhamento na Mangueira na noite desta quinta-feira. Na foto%2C ele é visto ao lado da mulher e da filhaReprodução / Facebook

Após o confronto na Mangueira, policiais de outras Unidades de Polícia Pacificadora (UP0Ps) da região foram acionados e realizaram buscas pelos suspeitos de participar do tiroteio que terminou com o agente baleado. Não há informações de prisões ou apreensões na comunidade.

SAIBA MAIS: Quatro policiais são baleados em favelas pacificadas nesta quinta-feira

TIROTEIO EM CINCO FAVELAS PACIFICADAS

Nesta quinta-feira, outros três policiais foram baleados em favelas pacificadas do Rio de Janeiro. E além da Mangueira, Turano e Jacarezinho, outras duas comunidades com UPP na Zona Norte registraram tiroteios. No final da noite, por volta das 23h30, agentes da UPP Manguinhos viraram alvo de disparos, na localidade conhecida como Beco do Mercado, durante patrulhamento de rotina.

Policiais do Batalhão de Polícia de Choque (BPChq) foram acionados para reforçar o policiamento na favela. As operações de buscas pelos suspeitos de promover o ataque seguiram ao longo desta madrugada, mas ainda não há informações sobre prisões ou apreensões. O caso foi registrado na 21ª DP (Bonsucesso).

No Engenho Novo, pouco antes, às 20h, policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) São João foram atacados enquanto patrulhavam a Avenida Marechal Rondon. Segundo o comando da unidade, os policiais revidaram e houve confronto, no entanto, os criminosos também não foram encontrados. O patrulhamento foi intensificado na região.


Últimas de Rio De Janeiro