Mulher é baleada na cabeça ao fugir de falsa blitz em Inhaúma

Ela ainda dirigiu até a altura da estação do metrô de Inhaúma, onde bateu com o carro. Seu estado é considerado grave

Por O Dia

Atleta olímpica foi baleada na cabeça na em falsa blitzReprodução Internet

Rio - A psicóloga da Marinha Anna Paula Desbrousses, de 28 anos, foi baleada na madrugada desta quinta-feira ao fugir de uma falsa blitz na Avenida Pastor Martin Luther King, em Inhaúma, a poucos metros da saída da Linha Amarela. Ela levou um tiro na cabeça e, mesmo ferida, dirigiu por 50 metros até bater no muro da estação do metrô de Inhaúma, a 200 metros da 44ª DP (Inhaúma).

Anna Paula  está internada no Hospital Salgado Filho, no Méier, em estado grave. Anna Paula é atleta praticante de tiro esportivo na modalidade tiro de ar comprimido. Segundo a PM, no local quatro bandidos em dois carros e armados com pistolas atiraram contra a militar. O carro dela, um Picanto amarelo, ficou com cinco perfurações de tiros. De acordo com a PM, outras duas vítimas foram assaltadas pelo bando.

Anna Paula ia para o trabalho do pai Marco Antonio Cotta da Silva, de 63 anos, dono de uma transportadora na região. Ela fazia o percurso todo dia para ajudar o pai, que sofre de câncer de pulmão.

"Minha filha é uma menina doce e não precisava estar passando por isso. Estamos todos sitiados. Não entendo o que está acontecendo", lamentou Marco.

Mulher bateu com o carro perto da estação do metrô de Inhaúma após ser atingida na cabeça por bandidos que faziam uma falsa blitzEstefan Radovicz / Agência O Dia

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, ela passa por cirurgia na unidade. Seu estado de saúde é considerado grave. Anna Paula é atleta da Federação de Tiro Esportivo do Rio de Janeiro. O caso foi registrado na 44ª DP (Inhaúma).

A Polícia Civil disse, em nota, que o delegado Roberto Ramos, titular da 44ª DP (Inhaúma) instaurou um procedimento policial para apurar o caso. Uma perícia foi realizada no local. A delegacia está procurando imagens e realizando diligências nas imediações para recolher elementos necessários à investigação.

Bandidos fizeram vários disparos e cinco acertaram o veículo da psicóloga da Marinha e atleta olímpicaEstefan Radovicz / Agência O Dia

Jovem morta por tiro na cabeça em arrastão na Linha Amarela

?No dia 7 de maio, Ana Beatriz Frade foi morta com um tiro na cabeça quando passava de carro com a família e foi vítima de bandidos que faziam um arrastão em um dos acessos da Linha Amarela, em Del Castilho.

Ela, o padrasto e uma criança de 2 anos — que estava no banco traseiro do veículo e não se feriu — seguiam para o Aeroporto do Galeão para fazer uma surpresa para a mãe da vítima, que estava chegando de uma viagem.


Últimas de Rio De Janeiro