Nova decisão mantém Rio Zoo com empresa Cataratas

De acordo com desembargadora, não foram constatadas irregularidades que justifiquem ação

Por O Dia

Rio -  A Justiça negou, por unanimidade, o recurso que pretendia afastar a empresa Cataratas do Iguaçu da administração do Jardim Zoológico do Rio. A sentença confirmou a decisão da juíza Maria Tereza Pontes Gazineu, da 2ª Vara de Fazenda Pública do Rio, que indeferiu o pedido de liminar para suspender o processo licitatório vencido pela concessionária.

De acordo com a desembargadora Márcia Cunha Silva Araújo de Carvalho, não foram constatadas irregularidades que justifiquem a ação. “No presente caso, até este momento, não há qualquer indício de que a contratação de concessão do Zoológico do Rio de Janeiro tenha se dado em prejuízo do interesse público e/ou com privilégio da licitante vencedora”, considerou.

A magistrada reconheceu ainda as condições ruins do Rio Zoo, e afirmou ainda ter consultado a entidade de classe Sociedade de Zoológicos e Aquários do Brasil, a qual se manifestou dizendo desconhecer outra empresa além da Cataratas do Iguaçu capaz de elaborar um projeto de enorme custo sem qualquer garantia de que fosse implementado.



Últimas de Rio De Janeiro