Tiroteio deixa um morto no Alemão

Dois homens foram baleados durante uma troca de tiros e um deles não resistiu. As circunstâncias em que eles foram baleados não foi informada

Por O Dia

Rio - Três homens foram baleados e um deles morreu, na tarde desta sexta-feira, no Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio. Uma troca de tiros entre policiais e traficantes foi registrada no momento em que eles foram atingidos. O complexo conta com uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) desde 2012.

De acordo com a UPP Alemão, os policiais foram atacados por criminosos armados na localidade conhecida como Largo do Samba. Ainda de acordo com a unidade, os homens foram baleados e socorridos na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Alemão, mas um deles não resistiu aos ferimentos. O policiamento está reforçado na região.

Homem baleado no Alemão sendo socorrido na UPA da comunidadeReprodução Vídeo / Facebook Voz das Comunidades

Questionada, a UPP não respondeu sobre as circunstâncias em que os dois foram baleados nem se eram criminosos ou moradores vítimas de bala perdidas, se limitando a dizer que "as investigações correm a cargo da Polícia Civil."

De acordo com informações da Polícia Civil, os policiais envolvidos no confronto foram até a UPA e reconheceram dois feridos, que haviam participado da troca de tiros. Eles foram identificados como Luiz Fernando de Jesus Melo, o homem morreu,  e Paulo Sérgio Aprigio da Silva, que foi conduzido para a Central de Flagrantes, na Cidade da Polícia, no Jacarezinho, na Zona Norte.

Idoso morto se rendeu e disse que não era bandido, diz filho

“Ele chegou a levantar os braços para cima e dizer que não era bandido. Que era morador. Mas mesmo assim eles atiraram no meu pai. É muito revoltante. Meu pai era um cidadão do bem. Os policiais atirando e mataram o meu pai”, acusou Leonardo Silva, de 31 anos, filho de Hermes Mathias da Silva, de 70. O idoso foi morto na manhã desta quinta-feira durante tiroteio na Cidade de Deus, na Zona Oeste do Rio.

Na ocasião, outras três pessoas foram baleadas. Hermes chegou a ser levado pelos moradores para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) da região onde teria sofrido uma parada cardíaca. Depois,para Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, mas morreu durante a cirurgia.

Últimas de Rio De Janeiro