Padre Omar: sempre a ajudar os pobres

Não podemos gastar toda energia procurando os culpados, mas devemos focar em fazer a nossa parte

Por O Dia

Rio - Se existe algo constante na história da humanidade é a pobreza. Não podemos gastar toda energia procurando os culpados, mas devemos focar em fazer a nossa parte. Jesus Cristo, durante o seu ministério terreno, dedicou o seu tempo a cuidar dos pobres e aflitos e nos deixou grandes ensinamentos. ]

Muitas vezes esperamos ganhar um dinheiro extra para fazer doações. É muito comum ouvirmos as pessoas falando que, se pudessem, ajudariam muito os pobres, e cobram dos ricos essa missão. Mas a verdade é que, mesmo sem ter sobrando, sempre podemos fazer algo por quem precisa.

Insisto na importância do acolhimento, porque, quando somos generosos acolhendo uma pessoa e partilhando algo com ela — um pouco de comida, um agasalho, o nosso tempo — não ficamos mais pobres, mas, na realidade, enriquecemos.

Como é importante darmos exemplos de solidariedade! Esta palavra anda esquecida ou silenciada, porque é incômoda. Não desistam de buscar um mundo mais justo e mais solidário. Ninguém pode permanecer insensível às desigualdades que existem. Cada um, na medida das próprias possibilidades e responsabilidades, pode contribuir para acabar com tantas injustiças sociais.

Não podemos nos acostumar com uma cultura do egoísmo, do individualismo, que tem predominado na nossa sociedade. Devemos buscar — sempre — a cultura da solidariedade, na qual vemos no outro não um concorrente ou um número, mas um irmão. E todos nós somos irmãos!

Lembremo-nos sempre: somente quando se é capaz de compartilhar é que se enriquece de verdade; tudo aquilo que se compartilha se multiplica!

Recentemente, o Papa Francisco fez um apelo aos jovens, que possuem uma sensibilidade especial frente às injustiças. Ele orientou para que não desanimem diante de tantas notícias que falam de corrupção, com pessoas que, em vez de buscar o bem comum, procuram o seu próprio benefício.

O Papa pediu para que a juventude não perca a confiança, não deixe que se apague a esperança. A realidade pode mudar, o homem pode mudar. Pratiquem o bem, ajudem os pobres e não percam a fé em Jesus Cristo, que veio “para que todos tenham vida, e vida em abundância”.

Padre Omar: é o Reitor do Santuário do Cristo Redentor do Corcovado. Faça perguntas ao Padre Omar pelo e-mail padreomar@padreomar.com. Acesse também www.padreomar.com e www.facebook.com/padreomarraposo

Últimas de Rio De Janeiro