Morre PM baleado em frente a boate em Paraty

Policial estava internado desde o dia 3, quando foi atingido por três tiros

Por O Dia

PM Eduardo Caetano Neto morreu em ParatyReprodução Facebook

Rio - O policial militar Eduardo Caetano Neto morreu na noite desta quinta-feira. Ele estava internado no Hospital da Praia Brava, em Angra dos Reis, desde o último dia 3. Na ocasião, o PM foi atingido por três tiros em frente a uma boate, em Paraty, na Costa Verde.

De acordo com a polícia, Eduardo foi baleado depois que um homem o chamou na saída do estabelecimento. Um dos disparos atingiu o pulmão da vítima. Até o momento, nenhum suspeito foi preso. Ele foi o 131º policial militar assassinado no estado em 2017. Ainda não há informações sobre o enterro do PM.

Na quarta-feira, o sargento Marcelo Oliveira Diniz morreu após ter sido baleado, na Pavuna, na Zona Norte do Rio. Segundo a polícia, ele foi atingido por criminosos ao tentar recuperar um carro, durante uma abordagem na Estrada do Rio do Pau.

Marcelo foi encaminhado ao Hospital Albert Schweitzer, mas não resistiu aos ferimentos. A Delegacia de Homicídios investiga o caso. O policial era lotado no 41º BPM (Irajá). 

Polícia procura suspeito de matar PM

Martin Estevão da Silva SantosDivulgação

A Polícia Civil identificou e está à procura de Martin Estevão da Silva Santos, suspeito de ser o autor dos disparos realizados na porta da boate em Paraty, no dia 3 de dezembro, contra dois militares e um segurança do estabelecimento. O homem é considerado foragido da Justiça. 

A 167ª DP (Paraty) pede para quem tiver informações sobre a localização do suspeito entre em contato pelos telefones (24) 98833-8167 (Whatsapp) e (24) 3372-0088. 

As denúncias também podem ser encaminhadas à Central de Atendimento ao Cidadão da Polícia Civil (CAC) pelos telefones (21) 2334-8823 e 2334-8835 ou pelo chat https://cacpcerj.pcivil.r j.gov.br.

Últimas de Rio De Janeiro