Provocação com bandeira inicia briga entre santistas e policiais

Torcedores levaram uma bandeira do Corinthians nas proximidades da Vila Belmiro e ruas viraram palco de guerra

Por O Dia

São Paulo - Cerca de uma hora antes de Santos e Corinthians iniciarem o segundo jogo da final do Campeonato Paulista, um confronto entre torcedores do Santos e policiais militares. Segundo a ESPN Brasil, a briga teve início após uma provocação com uma bandeira do Corinthians que estava sendo carregada por um grupo de torcedores do Santos. Eles pretendiam queimar a bandeira, quando o cofronto começou.

A PM interveio com sua cavalaria, bombas de efeito moral e alguns torcedores passaram mal e ficaram estendidos nas calçadas do estádio. Os torcedores reagiram com pedras contra os policiais, causando momentos de bastante tensão antes do estádio.

O Santos chegou a Vila Belmiro, para o segundo e decisivo jogo da final do Campeonato Paulista, diante do Corinthians, neste domingo. Com grande festa da torcida santista, o ônibus da equipe praiana teve dificuldades para estacionar na porta do vestiário santista, devido ao grande assédio da torcida santista, ao redor do estádio. Saudados pelos torcedores, os jogadores entraram no vestiário rapidamente e agora se preparam para a última partida do Paulistão.

Apesar disso, o técnico Muricy Ramalho ainda não divulgou a escalação oficial do Santos. Porém, a tendência é que a única novidade na escalação do Peixe seja a presença do meia Felipe Anderson, que irá ocupar a vaga de Montillo, vetado devido a um estiramento no músculo posterior da coxa esquerda.

O Corinthians também já está nos vestiários da Vila. Escoltado pela polícia, o ônibus corintiano chegou sem grandes problemas ao estádio, para a decisão. O time corintiano não deve ter mudanças em relação aos jogos anteriores e a tendência é que a equipe vá a campo com a seguinte formação: Cássio; Alessandro, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf, Paulinho e Danilo; Romarinho, Emerson Sheik e Guerrero.

Últimas de Esporte