'Me sinto responsável pela morte de Senna', diz projetista que desenhou Williams

Piloto morreu após acidente no GP de San Marino, em 1994

Por O Dia

Londres - Às vésperas do GP do Brasil de Fórmula 1, que acontece no próximo domingo, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, quando o nome de Ayrton Senna é sempre muito lembrado, o projetista Adrian Newey, atualmente na escuderia Red Bull, admitiu que se sentirá sempre o responsável pela morte do piloto brasileiro, em 1994.

Ayrton Senna morreu em 1994Divulgação

A declaração faz parte da sua autobiografia, intitulada Como Construir um Carro. Ao lado de Patrick Head, ele projetou o FW16, carro que foi pilotado por Ayrton Senna no fatídico GP de San Marino, em 1.º de maio de 1994, e passou reto na curva Tamborello por causa de uma falha.

"Me sentirei sempre responsável pela morte de Senna, mas não culpado. Fui um dos executivos de uma equipe que desenhou um carro em que um grande homem morreu", escreveu Adrian Newey. "Não importa se essa coluna de direção causou o acidente ou não, é impossível esquecer que o eixo era uma peça mal desenhada, que nunca deveria ser permitida em um carro de F-1", completou.

Últimas de Esporte