Tribunal nega recurso de Botafogo contra Arão; Decisão final vai para Brasília

Alvinegro segue tentando reverter decisão judicial que permitiu ida do volante para o Flamengo, ainda no ano de 2015

Por O Dia

Rio - Já faz mais de um ano desde que o volante Willian Arão trocou o Botafogo pelo Flamengo. A saída do jogador não foi amistosa. Se utilizando de uma decisão judicial, o atleta causou um imbróglio entre os dois clubes que não foi resolvido até hoje. No entanto, nesta terça-feira, Arão teve mais uma vitória nos tribunais.

Willian Arão forçou sua saída do BotafogoAndré Mourão
Enquanto treinava no Ninho do Urubu, um recurso do Botafogo em relação ao caso foi negado pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT-RJ). Por decisão unânime, a sentença de primeiro grau foi confirmada.

Willian Arão deixou o Botafogo pela porta dos fundosDivulgação

Apesar da decisão, o Botafogo seguirá nos tribunais para tentar reverter a primeira sentença, indo ao Superior Tribunal do Trabalho. Não há prazo para jugalmento do próximo recurso e tudo indica que o caso irá se arrastar.

Entenda o caso

Em 2015, Willian Arão fez boa temporada pelo Botafogo. Seu contrato previa uma renovação automática caso uma quantia de R$ 400 mil fosse depositada. O Alvinegro chegou a fazer o pagamento em novembro daquele ano, mas o volante devolveu o dinheiro.

A intenção da devolução era poder assinar contrato com o Rubro-Negro. Na Justiça, a cláusula foi declarada sem efeito e, por conta disso, Arão teve liberdade para se transferir.

Sem receber nada, o Botafogo segue tentando reverter a decisão, pedindo uma indenização. As relações entre os dois clubes se estremeceram e o presidente Carlos Eduardo Pereira chegou a negar ao Flamengo o direito de utilizar o estádio Nilton Santos.