América demite o técnico Ricardo Cruz, não perde tempo e já anuncia substituto

Clóvis de Oliveira terá a missão de evitar o rebaixamento

Por O Dia

Rio - O técnico Ricardo Cruz não resistiu ao empate em 1 a 1 com o Bonsucesso, na quinta-feira, e foi demitido pelo América, nesta sexta-feira, com o coordenador-técnico Nelson Rodrigues. A apenas três jogos para o fim da Taça Rio, a diretoria rubra se apressou e contratou Clóvis de Oliveira, que estreia neste domingo, contra o Resende, em Edson Passos. O time está em sexto lugar no Torneio da Morte, com quatro pontos, a uma colocação da zona do rebaixamento.

Ricardo Cruz sai do América, mas leva no currículo a conquista do título da Série B do Campeonato Carioca em 2015 e o acesso à elite depois de quatro anos de espera. Em 25 jogos sob seu comando, foram 11 vitórias, cinco empates e nove derrotas - sendo cinco este ano.

Esta será a segunda passagem de Clóvis de Oliveira no América. Levado por Romário ao clube, em 2009, Clóvis foi campeão da Série B do Carioca naquele ano com um excelente aproveitamento de 73% dos pontos: 31 jogos, com 21 vitórias, cinco empates e apenas cinco derrotas.

“Agradeço pelo apoio e a confiança que estão depositando no meu trabalho. Participamos de um trabalho excepcional em 2009, que me deixa otimista e confiante. Mas futebol é resultado e a gente vai buscar o melhor para o América”, afirmou o treinador, 61 anos, que já dirigiu as seleções principais da Jamaica, Trinidad e Tobago e Tanzânia. No Rio, comandou Americano e Friburguense.