Vasco empata com o Treze-PB e garante vaga na terceira fase da Copa do Brasil

Gigante da Colina ficou no 1 a 1 com o time paraibano

Por O Dia

Rio - O Vasco se classificou para terceira fase da Copa do Brasil ao empatar por 1 a 1, em São Januário, com o Treze-PB. O próximo adversário pela competição será a Ponte Preta. Douglas Silva balançou a rede pelo lado cruzmaltino. Jaílson igualou para os paraibanos. Essa foi a terceira vitória seguida da equipe. O resultado embala o Gigante da Colina para o jogo diante do Oeste, em casa, no sábado, pelo Campeonato Brasileiro da Série B.

Douglas Silva marcou de cabeça e abriu o placar para o Vasco André Mourão / Agência O Dia

>>>FOTOGALERIA: Confira as imagens do empate do Vasco

O JOGO

Apesar de possuir a vantagem de perder por 1 a 0, o Vasco começou o duelo pressionado o Treze-PB. Logo no primeiro minuto, Douglas arriscou de longe e obrigou o goleiro paraibano a fazer uma boa defesa. Dono do jogo, o Gigante da Colina chegava com perigo, mas pecava nas finalizações. Marquinhos do Sul, dentro da área, furou. André Rocha tentou o arremate à distância, mas pegou torto na bola.

Com a má pontaria cruzmaltina, o gol acabou saindo de bola parada. Douglas Silva aproveitou cobrança de falta, subiu mais que todo mundo, e abriu o placar: 1 a 0. Em seguida, Marlon perdeu um gol inacreditável. Thalles invadiu a área, chutou, e o goleiro deu rebote. Sozinho, quase em baixo da trave, o lateral-esquerdo bateu no poste esquerdo para o desespero da torcida em São Januário.

Pior do que o erro de Marlon, foi a falha de Luan. O zagueiro tentou fazer um recuo para Martín Silva, mas entregou de graça para Jaílson. O atacante deslocou o goleiro uruguaio e deixou tudo igual: 1 a 1. O Vasco respondeu rapidamente. Yago tabelou com Thalles e bateu cruzado, tirando tinta da trave. Aos 32, Marquinhos do Sul colocou o Cruzmaltino na frente do marcador, mas o assistente anulou o lance de forma errada.

Os dois times voltaram em ritmo intenso para a segunda etapa. O Vasco assustou primeiro com Marquinhos do Sul. Douglas colocou a jovem promessa vascaína na cara do gol, mas o goleiro Gilson saiu nos pés do atacante, salvando o Treze-PB. Os visitantes responderam. Clebson arriscou de fora, mas não levou perigo a meta defendida por Martín Silva.

Aos 9, Bastos quase fez um golaço. Dentro da área, o volante deu um lençol no adversário, bateu de canhota, mas Gilson conseguiu encaixar a bola. Apesar de passar por alguns momentos apreensivos na zaga, o Vasco sempre levava perigo quando ia ao ataque. Aos 20, Fabrício, que entrou no lugar de Marquinhos, apareceu na frente do goleiro paraibano, mas chutou pela linha de fundo. Um minuto depois a vida ficou mais fácil para o Cruzmaltino. Fernandes foi expulso após tocar a mão na bola.

Com um a mais em campo, o Gigante da Colina passou a administrar a partida e só voltou a levar perigo em uma cobrança de escanteio. André Rocha apareceu sozinho. O lateral-direito, no entanto, errou a cabeçada. No final, a torcida vascaína ainda passou por um frio na barriga. Eduardo Arroz cruzou e obrigou Martin Silva a fazer uma bela defesa.

VASCO X TREZE-PB

Estádio: São Januário

Árbitro: Diego Almeida Real

Gols: Douglas Silva (Vasco), Jaílson (Treze-PB)

Cartões Amarelos: Sapé (Treze-PB) Montoya (Vasco), Douglas (Vasco), André Rocha (Vasco), Negretti (Treze-PB)

Cartões Vermelhos: Fernandes (Treze-PB)

Vasco: Martín Silva, André Rocha, Luan, Douglas Silva, Marlon; Fellipe Bastos, Danilo (Aranda), Douglas, Marquinhos do Sul (Fabrício), Yago e Thalles.

Treze-PB: Gilson, Eduardo Arroz, Negretti, Douglas, Fernandes; Sapé, Esquerdinha, Clébson; Jaílson, Jonatas Belusso