Walmart planeja fechar algumas unidades no Brasil e na China

Em contraponto, a empresa deseja abrir lojas menores nos Estados Unidos, numa tentativa de melhorar os resultados diante de condições difíceis no mundo todo

Por O Dia

Brasília - O Walmart está tomando várias medidas, incluindo fechar unidades com baixo desempenho no Brasil e na China e a abertura de lojas menores nos Estados Unidos, numa tentativa de melhorar os resultados diante de condições difíceis no mundo todo.

A maior varejista do mundo vê o cenário econômico difícil e imprevisível no mundo inteiro, disse o presidente executivo da empresa, Mike Duke.

O Walmart planeja agora abrir 14 milhões de metros quadrados de novas lojas nos mercados internacionais este ano, abaixo de sua previsão inicial de 20 a 22 milhões de metros quadrados, disse o diretor-executivo do Walmart International, Doug McMillon, em encontro com investidores e analistas no Arkansas nesta terça-feira.

A empresa está fechando algumas lojas no Brasil e na China, disse McMillon, mercados em que a companhia estava tentando melhorar o desempenho de suas centenas de lojas. Se o Wal-Mart expandir para novos países, teriam de fazer a diferença, acrescentou.

A desaceleração do crescimento do Walmart International continua como tendência que coincide com o maior escrutínio sobre as práticas da empresa. Em abril de 2012, o New York Times divulgou acusações de que a companhia teria oferecido propina a autoridades mexicanas para acelerar a aprovação de lojas.

O Walmart International somou 19 milhões de metros quadrados de espaço de lojas no ano fiscal de 2013, após ter previsto um crescimento de 30 a 33 milhões de metros quadrados, e depois reduzido a meta para 21 a 23 milhões de metros quadrados.

Problemas

Nos Estados Unidos, a paralisação do governo está na cabeça dos clientes da empresa, disse Duke. Apesar de o Walmart ainda não ter dado detalhes específicos de como a paralisação está afetando seu negócio, ficou claro que houve impacto.

Se as pessoas não estão sendo pagas, compram menos, disse Simon. Mas Duke acrescentou: "não importa em qual ambiente estivermos, o Walmart vai vencer".

O Walmart já sentiu a pressão da economia. As vendas na base de mesmas lojas no Walmart dos EUA, seu maior negócio, inesperadamente caíram 0,3% no segundo trimestre.

O Walmart dos EUA está satisfeito com seu lucro, mas não com suas vendas, disse o diretor-executivo do Walmart dos EUA, Simon. Pela primeira vez, o Walmart dos EUA planeja abrir mais lojas de pequeno formato que lojas grandes, acrescentou.

O Walmart americano planeja usar algumas de suas grandes lojas no país como centros de distribuição para lojas menores próximas, em uma tentativa de estocar mercadorias e reduzir custos, disse Simon. O plano está sendo testado e será adotado em março no primeiro de três mercados, completou.

Últimas de _legado_Economia