Adolescentes põem saúde em risco para perder peso

Pesquisa aponta que jovens entre 13 e 15 anos provocam vômito e usam laxantes para emagrecer. Prática condenável leva à lesão no esôfago, gastrite e anemia

Por O Dia

Rio - Emagrecer é preocupação para uma em cada três adolescentes brasileiras. O problema é que, para conseguir o corpo desejado, meninas entre 13 e 15 anos estão recorrendo a práticas perigosas, como provocar vômito e usar laxantes. Os dados são da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar do IBGE, divulgada quarta-feira.

Entre as adolescentes, 6,4% induziram o próprio vômito ou usaram laxantes, no mês em que a pesquisa foi feita. Entre os rapazes, o índice foi de 5,7%. Endocrinologista do Hospital Federal Cardoso Fontes, Marcelo Costa, alerta que vomitar muitas vezes pode lesar esôfago e faringe, além de causar gastrite. Já o uso de laxantes leva à perda de cálcio e potássio e a doenças como anemia, arritmia cardíaca e osteoporose. “A pessoa evacua antes de o organismo absorver os nutrientes do alimento. Isso pode até causar morte súbita”, disse.

A psicóloga Valésia Vilela ressalta que são mais recorrentes casos de anorexia e bulimia em meninas, porque os padrões de beleza atuais envolvem mulheres magras. “As meninas não querem perder o convívio social, que inclui a ida a lanchonetes. Mas como não querem engordar, usam laxantes”, explica.

Apesar de 30% das meninas lutarem contra a balança, o percentual das que se consideram acima do peso é de 19%. Entre os meninos, 21% querem emagrecer e 13% se consideram gordos. Foram entrevistados, em 2012, 109.104 alunos do 9º ano.

A nutricionista Fábia de Campos lembra que, para adolescentes, a dieta deve ser diversificada e sem restrições. “Carboidratos não podem ser cortados, porque são essenciais para o crescimento”, disse.

Últimas de _legado_Mundo e Ciência