Maricá incentiva novas pousadas

Programa ‘Minha Casa, Minha Pousada’ quer criar 120 novos espaços

Por O Dia

Rio - Mora em Maricá? Possui casa, apartamento, chácara, sítio, kitnet ou quarto, mobiliado ou não, e pode receber hóspedes? Pois então está habilitado a transformar sua residência em hospedagem. De olho nos turistas para a Olimpíada Rio 2016, a prefeitura lançou o projeto ‘Minha Casa, Minha Pousada’, que pretende ampliar o número de leitos na cidade, que hoje é de mil camas, em 27 pousadas, com 328 quartos. Até agora 120 moradores já cadastraram seus imóveis no Centro e nas praias de Itaipuaçu e Ponta Negra.

“Queremos aproveitar os Jogos Olímpicos de 2016, no Rio, para oferecer a cidade como opção de hospedagem, já que estamos localizados a 60 quilômetros da capital”, destaca o secretário adjunto de Políticas Especiais, Amilcar Carvalho. “Vamos movimentar a economia na região, divulgar Maricá e gerar empregos.”

Os leitos disponíveis serão catalogados e divulgados em um guia no site da prefeitura, com informações por tipo de hospedagem com fotos, localização, capacidade, média de preço e telefone de contato. “Só faremos a ponte entre as partes e tudo será negociado entre eles”, explica Carvalho. Serão permitidos contratos de até três meses. “São acordos de temporada previstos na lei do inquilinato.”

Para ajudar os futuros empreendedores a montar seu negócio, a prefeitura pretende viabilizar um convênio de linha de crédito com baixos juros. Também será feita uma capacitação dos moradores cadastrados no projeto.

Últimas de _legado_O Dia no Estado