Por O Dia

França - O GP de Mônaco prometia com Ricciardo e a RBR com motor Renault novo largando na frente. Com a chuva, ficou mais interessante. E melhorou ainda mais quando a pista foi secando. A difícil decisão de quando fazer o pit stop embolou as estratégias.

Hamilton jogou contra a banca e venceu em MônacoEfe

Vettel arriscou mais cedo, Rosberg foi cauteloso e Ricciardo se segurou mais até colocar os intermediários. Só que Hamilton jogou tudo contra a banca para se recuperar no campeonato. Apostou que a pista iria secar e aguentou o quanto pôde com o pneu de chuva, fazendo bons tempos. Com isso, economizou parada ao colocar só os slicks. E contou com a sorte (ou incompetência alheia). A RBR errou, perdeu tempo nos boxes e tirou do australiano a liderança (pelo segundo GP seguido). Méritos para Hamilton, que ainda segurou Ricciardo e poupou por 46 voltas os ultramacios para, enfim, vencer e entrar na briga pelo título.

Falta de atitude

O cara é líder do campeonato e a equipe determina que dê a posição para o rival pelo título. O pior de tudo é que Rosberg aceitou! Acabou vendo Hamilton vencer e só ficou em sétimo. Campeões precisam de atitude.

Cem vezes Indianápolis

Os brasileiros Tony Kanaan (4º) e Hélio Castroneves (11º) brigaram pela vitória, mas precisaram colocar gasolina nas voltas finais. Pena, faltou uma bandeira amarela. E o novato americano Alex Rossi levou as 500 milhas, quase sem combustível no tanque.

Últimas de _legado_Notícia