MARIN: JULGAMENTO E PROTESTO

Por O Dia

José Maria Marín (ao centro) chega pro seu julgamento nos States: considerado culpado em seis das sete acusações que lhe foram atribuídas
José Maria Marín (ao centro) chega pro seu julgamento nos States: considerado culpado em seis das sete acusações que lhe foram atribuídas - AFP

O ex-presidente da CBF, Jose Maria Marin, compareceu ontem ao seu primeiro dia de julgamento, no Tribunal Federal do Brooklyn, em Nova Iorque (EUA), que serviu basicamente para a escolha do júri. Na saída, ele foi recebido pelo protesto de dois brasileiros, que carregavam uma faixa pedindo sua condenação. Marin está em prisão domiciliar nos EUA desde novembro de 2015, acusado de envolvimento em esquema de corrupção na Fifa e receptação de propina em contratos para a Copa do Mundo de 2014. Ele, no entanto, afirma que é inocente. O julgamento terá início oficialmente no próximo dia 13 e poderá durar até dois meses. A pena máxima, em caso de condenação, é de dez anos.

Comentários