No calçadão de Copacabana, no Rio, manifestantes pedem a volta de Dilma

Dezenas de pessoas participaram da manifestação que foi organizado por diversas frentes populares

Por O Dia

Rio - Dezenas de manifestantes fazem nesta sexta-feira um protesto contra o presidente interino, Michel Temer, na Praia de Copacabana, na Zona Sul do Rio de Janeiro. A manifestação, que pede a volta da presidenta da República afastada, Dilma Rousseff, ocorre no calçadão da praia e na calçada em frente ao Hotel Copacabana Palace.

LEIA: Tentando evitar manifestações, Temer adia embarque para o Rio de Janeiro

O protesto é organizado pelas frentes Povo Sem Medo%2C Brasil Popular e Esquerda Socialista%2C além da Plenária dos Trabalhadores em Luta do Rio e o CSP-ConlutasDivulgação

O protesto é organizado pelas frentes Povo Sem Medo, Brasil Popular e Esquerda Socialista, além da Plenária dos Trabalhadores em Luta do Rio e o CSP-Conlutas.

A Praia de Copacabana já é um tradicional de protestos no Rio de Janeiro e é também um dos locais por onde passa o revezamento da tocha olímpica na manhã de hoje.

Após o Palácio do Planalto ser informado de vários protestos que devem acontecer, no Rio de Janeiro, contra o presidente interino, assessores da presidência decidiram adiar o embarque de Michel Temer para a cidade. O voo inicialmente previsto para às 10h desta sexta-feira foi cancelado. A previsão é de que o embarque na Base Aérea de Brasília ocorra por volta das 15h. Oficialmente, o Planalto informou que a mudança é para que o presidente chegue ao Rio em horário mais próximo ao da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos.

Vídeo da manifestação, da população carioca, contra o presidente interino Michel Temer:

Últimas de Brasil